AVALIAÇÃO DE AMOSTRAS DE SANGUE DE GADO ZEBUÍNO NELORE USANDO O ANALISADOR HEMATOLÓGICO CELL-DYN 3500

Autores

  • Alexandre Secorun Borges FMVZ-Unesp
  • Rogério Martins Amorim FMVZ/UNESP
  • Regina Kiomi Takahira FMVZ-UNESP
  • Joselito Nunes Costa UFBa
  • Nayro Xavier Alencar UFF
  • Ana Paula Cardoso Peixoto UNIME
  • Aguemi Kohayagawa FMVZ-UNESP
  • Marcio Rubens Graf Kuchembuck FMVZ-UNESP

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v15i4.1755

Palavras-chave:

Nelore, Cell-Dyn 3500, hematologia

Resumo

O Cell-Dyn 3500 é um citômetro de fluxo multi-parâmetros que realiza várias análises simultâneas em diversas espécies de animais. Ele realiza a contagem total de leucócitos, de hemácias e de plaquetas, além do diferencial de leucócitos, o volume globular e a determinação de hemoglobina. O Cell-Dyn 3500 realiza a contagem total de leucócitos, tanto pelo método óptico quanto pela impedância. O equipamento pode escolher um ou outro método, baseado na confiabilidade dos resultados. A contagem de hemáceas e plaquetas é determinada pelo método de impedância. A diferenciação de leucócitos é baseada em um princípio óptico de análise, utilizando-se separação em luz polarizada multiangular. O objetivo deste trabalho foi comparar os resultados de hemogramas, realizados pelo Cell-Dyn 3500, com aqueles realizados por um contador celular semi-automático (Celm CC-510) e pela técnica manual. Amostras de sangue foram colhidas da veia jugular, em tubos de 5,0 ml à vácuo com EDTA, de 58 novilhas Nelore de 24 meses de idade. As amostras foram processadas paralelamente nas três técnicas. Os resultados foram analisados pelo teste t pareado, correlação de Pearson e pelo método de Bland-Altmann. Houve forte correlação entre os resultados hematológicos obtidos pelo Cell-Dyn 3500, pelo método manual e pelo contador celular semi-automático (Celm CC-510), exceto para a contagem de basófilos e monócitos. Esses resultados confirmam que o equipamento é confiável para a análise de amostras de sangue de gado zebuíno.

PALAVRAS-CHAVE: CC-150; Cell-Dyn 3500; hematologia; Nelore.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Secorun Borges, FMVZ-Unesp

Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu-SP. Área de Clínica de Grandes Animais

Rogério Martins Amorim, FMVZ/UNESP

Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu-SP. Área de Clínica de Grandes Animais

Regina Kiomi Takahira, FMVZ-UNESP

Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu-SP. Área de Patologia Clínica Veterinária

Joselito Nunes Costa, UFBa

1- Departamento de Patologia e Clínicas da Universidade Federal da Bahia-Salvador-Ba. Área de Clínica de Grandes Animais

Nayro Xavier Alencar, UFF

1- Departamento de Patologia e Clínica Veterinária da Universidade Federal Fluminense-Niterói-RJ. Área de Patologia Clínica Veterinária

Ana Paula Cardoso Peixoto, UNIME

1- Faculdade de Ciências Agrárias e da Saúde-União Metropolitana de Educação e Cultura-UNIME-Lauro de Freitas-Ba. Área de Clínica de Grandes Animais

Aguemi Kohayagawa, FMVZ-UNESP

Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu-SP. Área Patologia Clínica Veterinária

Marcio Rubens Graf Kuchembuck, FMVZ-UNESP

Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu-SP. Área Clínica de Grandes Animais

Publicado

2014-12-23

Como Citar

BORGES, A. S.; AMORIM, R. M.; TAKAHIRA, R. K.; COSTA, J. N.; ALENCAR, N. X.; PEIXOTO, A. P. C.; KOHAYAGAWA, A.; KUCHEMBUCK, M. R. G. AVALIAÇÃO DE AMOSTRAS DE SANGUE DE GADO ZEBUÍNO NELORE USANDO O ANALISADOR HEMATOLÓGICO CELL-DYN 3500. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 4, p. 466–472, 2014. DOI: 10.1590/cab.v15i4.1755. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1755. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária