DESEMPENHO DE FRANGOS COM DIFERENTES PESOS INICIAIS ALIMENTADOS COM RAÇÃO PRÉ-INICIAL SUPLEMENTADA COM METIONINA

Autores

  • Nadja Susana Mogyca Leandro Escola de Veterinária
  • Weliton Carlos Pereira EV/UFG
  • Marcos Barcellos Café EV/UFG
  • José Henrique Stringhini EV/UFG
  • Elisabeth Gonzáles FMVZ/UNESP
  • Roberto Jardim Filho

Palavras-chave:

Suplementação de aves, performance

Resumo

avaliou-se o efeito do peso do pinto e da suplementação
de metionina na ração pré-inicial sobre o desempenho
e rendimento de carcaça de frangos. foram utilizados
1.984 pintos machos, com dois pesos iniciais de 40 e 45 g. as rações experimentais eram fareladas e isocalóricas e isoprotéicas, variando os níveis de metionina apenas na ração pré-inicial (0,455 %; 0,507 %; 0,559 % e 0,611%). o delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial (dois pesos x quatro níveis de metionina), quatro repetições e 62 aves por parcela. não houve interação entre o peso do pinto e os níveis de metionina em todas variáveis (P>0,05). A metionina não influenciou o desempenho nem rendimento de carcaça e de cortes (p>0,05). pintos com pesos de 40 e 45g foram semelhantes com relação ao desempenho e rendimento de carcaça ou partes, aos 47 dias, e os níveis diferentes de metionina na ração pré-inicial não interferiram no desempenho.

PALAVRAS-CHAVE: consumo de ração, converção alimentar, rendimento de carcaça, ganho de peso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-09-12

Como Citar

LEANDRO, N. S. M.; PEREIRA, W. C.; CAFÉ, M. B.; STRINGHINI, J. H.; GONZÁLES, E.; JARDIM FILHO, R. DESEMPENHO DE FRANGOS COM DIFERENTES PESOS INICIAIS ALIMENTADOS COM RAÇÃO PRÉ-INICIAL SUPLEMENTADA COM METIONINA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 8, n. 3, p. 373–384, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1675. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal