ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO DA ARTÉRIA CELÍACA DE AVESTRUZES (Struthio camelus)

Autores

  • Bruno Gomes Vasconcelos Programa de Pós-graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo.
  • Frederico O. Carneiro e Silva Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia
  • Renata Lima de Miranda Pós-graduanda em Imunologia e Parasitologia Aplicada da Universidade Federal de Uberlândia
  • Cheston C. Honorato Pereira Mestre, Professor da Faculdade de Rio Verde.
  • Amilton Cesar dos Santos Programa de Pós-graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo
  • Maria Angelica Miglino Professora Doutora da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v13i1.15520

Palavras-chave:

Anatomia animal, aparelho digestório, aves, irrigação

Resumo

A exploração de avestruzes visa à comercialização das carnes, penas, couro e gordura. Intimamente relacionado à produtividade está o sistema digestório e, dentre os importantes vasos responsáveis pela sua nutrição, está a artéria celíaca, cuja origem e distribuição foi aqui estudada. Em 30 exemplares, a artéria isquiática esquerda foi canulada para injeção de solução marcadora de vasos sanguíneos, em seguida, fixada em solução aquosa de formol 10%, mediante aplicações intramuscular profunda, subcutânea e intracavitária. Concluímos que ela originou-se da aorta descendente, sendo o seu primeiro ramo ventral e dirigindo-se para o antímero direito em seu trajeto enviou vasos para: esôfago, proventrículo, ventrículo, baço, fígado, vesícula biliar, pâncreas, duodeno, íleo, cecos esquerdo e direito.

PALAVRAS CHAVES: aves; irrigação; sistema digestório.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-03-29

Como Citar

VASCONCELOS, B. G.; SILVA, F. O. C. e; MIRANDA, R. L. de; PEREIRA, C. C. H.; SANTOS, A. C. dos; MIGLINO, M. A. ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO DA ARTÉRIA CELÍACA DE AVESTRUZES (Struthio camelus). Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 108–114, 2012. DOI: 10.5216/cab.v13i1.15520. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/15520. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária