ADITIVOS ANTIBIÓTICO, PROBIÓTICO E PREBIÓTICO EM RAÇÕES PARA LEITÕES DESMAMADOS PRECOCEMENTE

Autores

  • Asdrubal Viana Santos Instituto Federal do Espírito Santo- Campus Itapina, Colatina, ES
  • Elias Tadeu Fialho Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG
  • Márcio Gilberto Zangerônimo Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG
  • Vinícius de Souza Cantarelli Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG
  • Tiago da Silva Teofilo Universidade Federal de lavras
  • Juliano Pelição Molino Escola Superior São Francisco de Assis - Santa Tereza, ES

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v17i1.14934

Palavras-chave:

aditivos, consistência fecal, suínos, leucograma

Resumo

Objetivou-se avaliar a adição do prebiótico mananoligossacarídeo (MOS 0,2%), probiótico (Bacillus subtilis 30g/tonelada) e antibiótico (bacitracina de zinco 125g/tonelada) em rações para leitões na fase de creche. Utilizaram-se 80 leitões (Danbread x Agroceres), sendo 40 machos e 40 fêmeas, com peso inicial de 7,1±0,0175kg, distribuídos em delineamento de blocos ao acaso, com quatro tratamentos e cinco repetições: 1 - controle; 2 - prebiótico; 3 – probióticos; e 4 - antibiótico. As variáveis avaliadas foram ganho de peso diário (GPD), consumo de ração diário (CRD), conversão alimentar (CA), consistência fecal e leucometria global. Aos 43 dias de idade, os animais apresentaram o mesmo ganho de peso (P>0,05), porém, a dieta contendo prebiótico aumentou o consumo (P>0,05); a conversão alimentar foi melhor na dieta controle (P<0,05). No período de 54 dias de idade dos animais, não houve diferença para ganho de peso diário (P>0,05), consumo de ração diário (P>0,05) e conversão alimentar (P>0,05). Não houve diferença para consistência fecal (P>0,05). O número  de leucócitos aumentou aos 32 dias de idade, quando as dietas contendo prebióticos e probióticos foram utilizadas (P>0,05). A ração contendo prebiótico aumentou o número de monócitos (P<0,05) e a dieta contendo antibiótico proporcionou maior número de basófilos (P<0,05), aos 36 dias de idade dos animais; o número de linfócitos não foi alterado pelas dietas experimentais (P>0,05). As dietas não promoveram alterações nas imunoglobulinas IgA, IgM e IgG (P>0,05). Conclui-se que o uso de prebióticos, probióticos e antibióticos não influenciou o desempenho dos animais dos 22 aos 54 dias de idade.

Palavras-chave: aditivos; consistência fecal; imunoglobulinas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-01-30

Como Citar

SANTOS, A. V.; FIALHO, E. T.; ZANGERÔNIMO, M. G.; CANTARELLI, V. de S.; TEOFILO, T. da S.; MOLINO, J. P. ADITIVOS ANTIBIÓTICO, PROBIÓTICO E PREBIÓTICO EM RAÇÕES PARA LEITÕES DESMAMADOS PRECOCEMENTE. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 1–10, 2016. DOI: 10.1590/cab.v17i1.14934. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/14934. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal