OPINIÃO PÚBLICA E EDUCAÇÃO SOBRE ABATE HUMANITÁRIO DE PEIXES NO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, PARANÁ

Autores

  • Ana Silvia Pedrazzani Universidade Federal do Paraná
  • Antônio Ostrensky Neto Universidade Federal do Paraná
  • Paulo César Falanghe Carneiro Embrapa Tabuleiros Costeiros
  • Marina Valentini Gayer Secretaria Municipal de Agricultura de Araucária
  • Carla Forte Maiolino Molento Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

Produçãod e peixes

Resumo

A falta de publicações a respeito do abate humanitário dos peixes no Brasil resulta no desconhecimento da população em relação ao assunto. Os objetivos deste trabalho foram (1) avançar no conhecimento da opinião pública sobre o abate humanitário de peixes e (2) avaliar a efetividade da educação das limpadoras das Festas do Peixe Vivo sobre a realização do abate humanitário. Realizaram-se entrevistas em dois cenários: a Festa Municipal do Peixe Vivo e a Rodoviária de Araucária. Na festa, 88,0%, dos 314 entrevistados, afirmaram que os peixes sentem dor, e na rodoviária 86,9%, de 43 pessoas, fizeram a mesma afirmação; na festa, 55,7% relataram praticar a compra e o transporte de peixe vivo em sacolas plásticas sem água, em contraste com 39,5% na rodoviária; 85,0% e 89,0% acreditam que alguns métodos de abate causam sofrimento e 52,9% e 44,1% pensam que o sofrimento afeta a qualidade da carne, respectivamente. Dos entrevistados, 91,1% desconhecem o abate humanitário em ambos os cenários. Das limpadoras, 83,3% adotaram o procedimento de abate humanitário ensinado e 75,0% afirmaram que a técnica facilitou o trabalho de limpeza. É importante educar a sociedade sobre a senciência e suas implicações, especialmente em termos de bem-estar e abate humanitário de peixes.

PALAVRAS-CHAVES: Bem-estar animal, Brasil, senciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Silvia Pedrazzani, Universidade Federal do Paraná

Mestranda do curso de Ciências Veterinárias - UFPR

Antônio Ostrensky Neto, Universidade Federal do Paraná

Docente do curso de Pós-graduação em Ciências Veterinárias, Coordenador do Grupo Integrado de Aquicültura e Estudos Ambientais -GIA/UFPR

Paulo César Falanghe Carneiro, Embrapa Tabuleiros Costeiros

Pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros.

Marina Valentini Gayer, Secretaria Municipal de Agricultura de Araucária

Médica Veterinária da Secretaria Municipal de Agricultura de Araucária

Carla Forte Maiolino Molento, Universidade Federal do Paraná

Docente do curso de Pós-graduação em Ciências Veterinárias, Coordenadora do Laboratório de Bem-estar Animal, LABEA/ UFPR

Downloads

Publicado

2008-12-21

Como Citar

PEDRAZZANI, A. S.; OSTRENSKY NETO, A.; FALANGHE CARNEIRO, P. C.; VALENTINI GAYER, M.; FORTE MAIOLINO MOLENTO, C. OPINIÃO PÚBLICA E EDUCAÇÃO SOBRE ABATE HUMANITÁRIO DE PEIXES NO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, PARANÁ. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 9, n. 4, p. 976–996, 2008. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1361. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal