TAXA DE GESTAÇÃO DE RECEPTORAS DE EMBRIÕES BOVINOS COM DIFERENTES GRAUS DE DIFICULDADES NO PROCEDIMENTO DE INOVULAÇÃO

Autores

  • Antonio de L. Ribeiro Filho Universidade Federal da Bahia
  • Alexandra Soares Rodrigues Universidade Federal da Bahia
  • Marcos C. Coelho Lima Universidade Federal da Bahia
  • Priscila Assis Ferraz Universidade Federal da Bahia
  • Marcus V. Galvão Loiola Universidade Federal Bahia
  • Rodrigo Freitas Bittencourt Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

Bos indicus, Transferência de Embrião, Taxa de Prenhez

Resumo

Com o objetivo de avaliar a influência da dificuldade de transposição da cérvix, do tônus uterino e do local de inovulação sobre a taxa de gestação de receptoras de embriões bovinos, realizou-se superovulação e sincronização de doadoras e receptoras. A dificuldade de transposição cervical influenciou a taxa de gestação, o grupo CERV-F (cérvix de fácil transposição) obteve taxa de gestação de 50,60% (420/830), já CERV-D (com algum grau de dificuldade de transposição) obteve taxa de 43,02% (114/265). O tônus uterino não afetou a taxa de gestação, os grupos TON-R (útero relaxado), TON-M (medianamente relaxado) e TON-C (contraído) tiveram taxas de 50,08% (313/625), 45,69% (106/232) e 47,11% (106/225), respectivamente. Foi demonstrado efeito do local de inovulação sobre a taxa de gestação, o grupo DEP-F (inovulação no terço final) obtiveram taxa de gestação de 51,39% (314/611), superior à taxa de gestação do grupo DEP-I (no terço inicial) que foi de 39,46% (58/147), já os animais do grupo DEP-M (no terço médio) lograram taxa de gestação de 48,22% (163/338), não diferindo dos grupos DEP-I e DEP-F. Os resultados sugerem que em programas de transferência de embriões o técnico deverá levar em consideração especialmente a dificuldade de transposição cervical e o local de inovulação.

PALAVRAS-CHAVE: Bos indicus; taxa de prenhez; transferência de embrião.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio de L. Ribeiro Filho, Universidade Federal da Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Alexandra Soares Rodrigues, Universidade Federal da Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Marcos C. Coelho Lima, Universidade Federal da Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Priscila Assis Ferraz, Universidade Federal da Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Marcus V. Galvão Loiola, Universidade Federal Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Rodrigo Freitas Bittencourt, Universidade Federal da Bahia

Departamento de Patologia e Clínicas

Reprodução Animal

Downloads

Publicado

2011-12-21

Como Citar

RIBEIRO FILHO, A. de L.; RODRIGUES, A. S.; LIMA, M. C. C.; FERRAZ, P. A.; LOIOLA, M. V. G.; BITTENCOURT, R. F. TAXA DE GESTAÇÃO DE RECEPTORAS DE EMBRIÕES BOVINOS COM DIFERENTES GRAUS DE DIFICULDADES NO PROCEDIMENTO DE INOVULAÇÃO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 12, n. 4, p. 727–732, 2011. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/12414. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária