DESEMPENHO DE CORDEIROS SANTA INÊS SUBMETIDOS A ALEITAMENTO ARTIFICIAL ENRIQUECIDO COM Spirulina platensis

Autores

  • Leilson Rocha Bezerra Universidade Federal Da Paraíba
  • Aderbal Marcos Azevedo Silva Universidade Federal de Campina Grande
  • Solange Absalão Azevedo Universidade Federal de Campina Grande
  • Rodrigo Souza Mendes Universidade Federal de Campina Grande
  • Júlia Mary Mangueira Universidade Federal de Campina Grande
  • Anny Kaline Andrade Gomes Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i2.1198

Palavras-chave:

Produção animal

Resumo

O experimento foi desenvolvido no Setor de Ovinocultura pertencente à Fazenda Maria Paz, localizada no município de São José de Espinharas, PB, e no Laboratório de Nutrição Animal (LANA) do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande. Avaliou-se o efeito da suplementação em creep feeding com leite bovino enriquecido com Spirulina platensis (espirulina) e concentrado no desempenho de cordeiros da raça Santa Inês, mediante o consumo de matéria seca (CMS), consumo de proteína bruta (CPB), peso corporal (PC), ganho de peso médio diário (GPMD), e estimou-se o período da fase de aleitamento mais adequada para a utilização da espirulina. Distribuíram-se trinta cordeiros em um delineamento em blocos ao acaso, testando três níveis de espirulina nas parcelas principais, com parcelas subdivididas no tempo. Não houve efeito de interação do nível de espirulina administrado e os períodos consecutivos, e o efeito dos períodos no consumo foi independente, com o consumo aumentando em função da idade dos animais. Quanto ao peso no final de cada período e ganho de peso médio diário, houve efeito de interação do nível de espirulina e os períodos estudados. O nível de espirulina teve efeito no GPMD apenas dentro dos primeiros quinze dias, com maior ganho para o nível de 10 g de espirulina (300 g) em relação à testemunha (205 g). O peso corporal final foi maior para o tratamento com 10 g de espirulina em todos os períodos estudados (12,0; 17,02; 19,71 e 25,30kg). A diluição de Spirulina platensis no leite bovino se mostrou eficiente no desempenho diário de cordeiros quando utilizada na concentração de 10 g diárias e no período entre quinze e trinta dias de idade.

PALAVRAS-CHAVES: Alimentação, epirulina, leite, ovinos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leilson Rocha Bezerra, Universidade Federal Da Paraíba

Medico Veterinário, com Meztrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Campina Grande. Aluno do Programa de Doutorado Integrado em Zootecnia (PDIZ) do Centro de Ciências Agrarias da Universidade Federal da Paraíba, Areia, Paraíba.

Aderbal Marcos Azevedo Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Professor Doutor do Departamento de Medicina Veterinária e do Programa de Mestrado em Zootecnia do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba .

Solange Absalão Azevedo, Universidade Federal de Campina Grande

Professora Doutora do Departamento de Medicina Veterinária e do Programa de Mestrado em Zootecnia do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba .

Rodrigo Souza Mendes, Universidade Federal de Campina Grande

Aluno Graduando do Curso de Medicina Veterinária do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba .

Júlia Mary Mangueira, Universidade Federal de Campina Grande

Aluno Graduando do Curso de Medicina Veterinária do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba .

Anny Kaline Andrade Gomes, Universidade Federal de Campina Grande

Aluno Graduando do Curso de Medicina Veterinária do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba .

Downloads

Publicado

2010-06-22

Como Citar

BEZERRA, L. R.; SILVA, A. M. A.; AZEVEDO, S. A.; MENDES, R. S.; MANGUEIRA, J. M.; GOMES, A. K. A. DESEMPENHO DE CORDEIROS SANTA INÊS SUBMETIDOS A ALEITAMENTO ARTIFICIAL ENRIQUECIDO COM Spirulina platensis. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 258–263, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i2.1198. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1198. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal