SUBSTITUIÇÃO DO FENO DE TIFTON PELO RESÍDUO ÚMIDO DE CERVEJARIA EM DIETAS DE OVINOS EM MANTENÇA

Autores

  • Sérgio Lúcio Salomon Cabral Filho
  • Ives Cláudio da Silva Bueno
  • Adibe Luiz Abdalla

Resumo

O resíduo úmido de cervejaria é um subproduto disponível ao longo do ano, podendo ser utilizado como um substituto das forragens durante os períodos críticos. O objetivo deste estudo foi avaliar a utilização do resíduo úmido de cervejaria como substituto do feno em dietas exclusivas de volumoso para ovinos. Mantiveram-se seis ovinos machos da raça Santa Inês em gaiolas de metabolismo em um delineamento experimental de quadrado latino múltiplo de 3 x 3, com dietas experimentais 100% de feno de Tifton 85 capim-bermuda (Cynodon ssp) (FT), 67% de FT + 33% de resíduo de cervejaria (RUC33) e 33% de FT + 67% de resíduo de cervejaria (RUC67). O ensaio avaliou o consumo voluntário, a digestibilidade aparente in vivo da matéria seca, da matéria orgânica, da proteína bruta, e das fibras em detergente neutro e em detergente ácido, pH ruminal e perfil de nitrogênio (N) amoniacal. O consumo voluntário foi de 1.090, 1.129 e 737 (EP = 66,9) g MS dia-1 nas dietas FT, RUC33 e RUC67, respectivamente. A digestibilidade aparente da matéria seca não foi afetada pelos tratamentos, mas a inclusão do resíduo aumentou a digestibilidade da proteína bruta. Os perfis de N-NH3 no rúmen foram semelhantes em todos os tratamentos e o pH ruminal diferiu entre os tratamentos (6,26; 5,98 e 6.28 (EP = 0,05 ) no FT, RUC33 e RUC67, respectivamente). Os animais apresentaram diminuição no consumo quando o resíduo foi oferecido nas quantidades de 67% da MS. PALAVRAS-CHAVE: Avaliação de alimentos, subprodutos, suplementação para ruminante

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-04-20

Como Citar

CABRAL FILHO, S. L. S.; BUENO, I. C. da S.; ABDALLA, A. L. SUBSTITUIÇÃO DO FENO DE TIFTON PELO RESÍDUO ÚMIDO DE CERVEJARIA EM DIETAS DE OVINOS EM MANTENÇA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 65–74, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1160. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Produção Animal