SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA ASSOCIADA OU NÃO À URÉIA E/OU MONENSINA SÓDICA PARA NOVILHAS DE CORTE

Autores

  • Paulo Santana Pacheco UFSM
  • João Restle UFG
  • Fernando Kuss
  • Luis Fernando G. Menezes Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Dois Vizinhos
  • Joilmaro Pereira Rosa
  • Ivan Luiz Brondani

Palavras-chave:

Aveia preta, Charolês, ionóforo, Nelore

Resumo

Avaliou-se o efeito da suplementação energética, na forma de grão de aveia moído puro (AV), associado com uréia (AVU), com monensina sódica (AVM) ou com uréia mais monensina (AVUM), no desempenho de 116 novilhas Charolês (C), Nelore (N) e mestiças com predominância de C (CN) ou N (NC), durante o final do verão (FV) e o início do outono (IO). As novilhas com idade de 15 meses e peso médio inicial de 243,1 kg foram mantidas em pastagem nativa. O suplemento foi fornecido em quantidade equivalente a 0,7% do peso vivo.  O ganho de peso médio diário (GMD) foi superior para as novilhas recebendo o suplemento combinando AVUM (539 g) em relação à AV (430 g) e AVU (380 g), porém foi similar estatisticamente à combinação de AVM (488 g). Observou-se que os tratamentos que incluíram monensina proporcionaram melhor conversão (3,58 e 3,46, para aveia + monensina e aveia + monensina + uréia) em transformar o suplemento em ganho de peso. No FV o GMD foi maior que no IO (525 vs 394 g). Para as novilhas C, CN, N e NC, o GMD no FV foi de 370, 517, 560 e 691 g e no IO foi 427, 398, 317 e 397 g, respectivamente. Novilhas N apresentaram menor peso vivo em relação aos demais grupos genéticos. O escore da condição corporal no FV e IO foi melhor para as novilhas CN que não diferiu das NC, com as C apresentando escore intermediário e as N o pior escore. A associação da monensina com uréia favorece o ganho de peso dos animais mantidos em campo nativo e suplementados com grão de aveia.

PALAVRAS-CHAVE: aveia; Charolês; ionóforo; Nelore.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2011-12-20

Como Citar

PACHECO, P. S.; RESTLE, J.; KUSS, F.; MENEZES, L. F. G.; ROSA, J. P.; BRONDANI, I. L. SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA ASSOCIADA OU NÃO À URÉIA E/OU MONENSINA SÓDICA PARA NOVILHAS DE CORTE. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 12, n. 4, p. 642–652, 2011. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/11150. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal