MICROBIOTA INTESTINAL EM CUTIAS CRIADAS EM CATIVEIRO

Autores

  • Fabrício Singaretti Oliveira UEM-Universidade Estadual de Maringá
  • DANILA FERNANDA RODRIGUES FRIAS
  • DORA INÊS KOZUSNY-ANDREANI
  • LEANDRO LUÍS MARTINS
  • ALINE DELFINI
  • GILSON HÉLIO TONIOLLO

Palavras-chave:

Sanidade Animal

Resumo

Os intestinos são colonizados por microorganismos, variáveis de acordo com a espécie e região intestinal. Assim, em virtude da ausência de informações sobre esse assunto na literatura, esta pesquisa foi desenvolvida para melhor se conhecer alguns aspectos da microbiota intestinal da cutia, um dos maiores roedores selvagens brasileiros. Três machos e três fêmeas adultas vazias, pertencentes ao Zoológico Municipal de Catanduva, SP, foram submetidos a laparotomia mediante anestesia. Amostras com swab estéril foram coletadas nos terços médios do jejuno, ceco e cólon maior, após enterotomia, sendo semeadas em ágar- Sabouraud e em ágar-triptona-soja (TSA). No jejuno, houve o crescimento de Staphylococcus aureus e Escherichia coli em 83,33%, Salmonella spp. em 66,67% e Clostridium spp. em 50,00% das amostras. No ceco, identificaram-se Staphylococcus aureus em 33,33%, Escherichia coli, Salmonella spp. e Clostridium spp. em 100% e Streptococcus spp.  em 16,67% das amostras. No cólon maior, houve o crescimento de Salmonella spp., Escherichia coli e Clostridium spp. em 66,67%, Staphylococcus aureus em 83,33%, e Streptococcus spp. em 16,67% das amostras, mostrando a ocorrência de variações na proporção bacteriana de acordo com a região intestinal.

PALAVRAS-CHAVES: Dasyprocta azarae, intestinos, microbiota.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Singaretti Oliveira, UEM-Universidade Estadual de Maringá

Sou graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000), com mestrado (2002) e doutorado (2004) em Cirurgia Veterinária pela mesma Instituição. De 2002 a 2006 fui professor do Curso de Med. Veterinária da UNICASTELO, Fernandópolis, SP, e atualmente sou professor adjunto efetivo do Curso de Medicina Veterinária da Universidade Estadual de Maringá (UEM), nas Disciplinas "Anatomia Animal I e II e Fisiologia Animal I e II". Trabalho com Anatomia e Fisiologia Animal, e Medicina de Animais Selvagens.

Downloads

Publicado

2009-07-03

Como Citar

OLIVEIRA, F. S.; FRIAS, D. F. R.; KOZUSNY-ANDREANI, D. I.; MARTINS, L. L.; DELFINI, A.; TONIOLLO, G. H. MICROBIOTA INTESTINAL EM CUTIAS CRIADAS EM CATIVEIRO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 660–662, 2009. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1089. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Nota Científica