COMPORTAMENTO REPRODUTIVO DE Dendrocephalus brasiliensis, Pesta 1921 (CRUSTACEA: ANOSTRACA)

Autores

  • José Patrocínio Lopes CHESF
  • Hélio de Castro B. Gurgel UFRN
  • Cibele Soares Pontes UFRSA

Palavras-chave:

Carcinocultura

Resumo

O comportamento reprodutivo de anostráceos de água doce tem sido pouco divulgado na literatura especializada em carcinologia, especificamente em relação ao Dendrocephlaus brasiliensis Pesta, 1921, havendo apenas dados abundantes sobre a distribuição geográfica desse anostráceo dulciaquícola. O objetivo deste trabalho foi conhecer o comportamento reprodutivo desse Anostraca, em diferentes períodos (seco e chuvoso). Para isto, foram utilizados indivíduos maduros de ambos os sexos coletados em quatro viveiros da Estação de Piscicultura de Paulo Afonso (EPPA), por meio de captura mensal em cada viveiro, durante o período de dezembro de 2004 a novembro de 2005. O tipo de reprodução foi observado através da colocação em aquários, de algumas fêmeas juntas com machos e outras individualmente, a partir da fase de náuplios, onde permaneceram por 15 dias (idade reprodutiva). A proporção sexual dos indivíduos foi calculada através das frequências relativas de machos e de fêmeas, a cada mês, para todo o período de coleta. Aos 10 dias é possível produção de cistos e o número desses está relacionado ao tamanho da fêmea. A relação macho:fêmea no período de estudo foi de 1 macho para 1,07 fêmea. A proporção macho:fêmeas foi de 51,75% de fêmea para 48,25% de machos ao longo do ano. Foi observado, por meio do comportamento reprodutivo, tratar-se de reprodução sexuada.

PALAVRAS-CHAVE: água doce; crustáceo; reprodução; Thamnocephalidae.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Patrocínio Lopes, CHESF

Gerência Regional de Operação - Piscicultura

Hélio de Castro B. Gurgel, UFRN

Departamento de Fisiologia

Downloads

Publicado

2011-12-20

Como Citar

LOPES, J. P.; GURGEL, H. de C. B.; PONTES, C. S. COMPORTAMENTO REPRODUTIVO DE Dendrocephalus brasiliensis, Pesta 1921 (CRUSTACEA: ANOSTRACA). Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 12, n. 4, p. 616–624, 2011. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1044. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal