ATIVIDADE VIRAL DO VÍRUS RESPIRATÓRIO SINCICIAL BOVINO (BRSV) EM BEZERROS LEITEIROS

Autores

  • Ingrid Bortolin Affonso Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP
  • Sandra Possebon Gatti Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP
  • Andréa S. R. de Medeiros Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP
  • Maria da Glória Buzinaro Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP
  • Samir Issa Samara Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v13i2.10318

Palavras-chave:

Sanidade Animal, Epidemiologia Animal

Resumo

O vírus respiratório sincicial bovino (BRSV) é um dos principais patógenos que acometem o sistema respiratório de bovinos jovens, causando sérios prejuízos econômicos. Dados sobre sua epidemiologia e ocorrência em animais até um ano de idade são escassos na literatura brasileira. Assim, este estudo teve como objetivo determinar a ocorrência da atividade viral do BRSV em três rebanhos leiteiros soropositivos, por meio do monitoramento sorológico de bezerros, desde o primeiro dia de vida até os animais completarem um ano, utilizando a técnica de vírus-neutralização. Os resultados mostraram que, nos animais das propriedades A e B, os títulos de anticorpos aumentaram nos primeiros meses, caracterizando uma resposta à ingestão do colostro e que, com o passar do tempo, foram decrescendo e apresentando total ausência no sexto e oitavo mês, respectivamente, com aumento de títulos nos meses finais do período de colheita, devido provavelmente a uma infecção natural a campo. Na propriedade C, apesar de ocorrer dinâmica semelhante às demais, não houve período de total ausência de anticorpos, sugerindo que os animais podem ter sido infectados nos primeiros meses de vida, mesmo na presença de anticorpos colostrais. Por meio do monitoramento sorológico de bezerros foi demonstrada a atividade fluente da infecção pelo BRSV entre os animais, em todas as propriedades analisadas.

PALAVRAS-CHAVE: atividade viral; monitoramento; título de anticorpos; vírus-neutralização; vírus respiratório sincicial bovino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ingrid Bortolin Affonso, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Sandra Possebon Gatti, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Docente do Colégio Técnico Agrícola "José Bonifácio" da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Andréa S. R. de Medeiros, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Assistente de Suporte Acadêmico I do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Maria da Glória Buzinaro, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Professora Assistente Doutora do  Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Samir Issa Samara, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Professor Titular do  Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP

Downloads

Publicado

2012-06-27

Como Citar

AFFONSO, I. B.; GATTI, S. P.; MEDEIROS, A. S. R. de; BUZINARO, M. da G.; SAMARA, S. I. ATIVIDADE VIRAL DO VÍRUS RESPIRATÓRIO SINCICIAL BOVINO (BRSV) EM BEZERROS LEITEIROS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 13, n. 2, p. 252–258, 2012. DOI: 10.5216/cab.v13i2.10318. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/10318. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária