O ETNOCONHECIMENTO ETNOBOTÂNICO EM CATOLÉ DO ROCHA – PB - DOI: 10.5216/teri.v4i2.35238

Autores

  • José Sebastião MELO FILHO UFCG. Universidade Federal de Campina Grande. Campus Pombal – PB. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais.
  • Leonardo Pereira da SILVA Universidade Estadual da Paraíba. Departamento de Agrárias e Exatas. Área: Ciências Agrárias.
  • Fabiana Xavier COSTA Departamento de Agrárias e Exatas da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV.
  • José Ozildo dos SANTOS Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais.
  • Patricio Borges MARACAJÁ Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar.

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v4i2.35238

Palavras-chave:

plantas medicinais, utilização, significado cultural

Resumo

No contexto atual, a Etnobotânica se apresenta como um campo interdisciplinar na compreensão do estudo e interpretação do conhecimento, significados culturais, manejo e usos tradicionais dos elementos da flora ambiental. As plantas medicinais são utilizadas até hoje, principalmente, por populações carentes que não têm acesso à medicina ortodoxa, que valoriza a utilização de produtos sintéticos. Na pesquisa os dados coletados demonstram que os produtores rurais entrevistados, no município de Catolé do Rocha, Estado da Paraíba, possuem um significativo conhecimento sobre a utilização das plantas medicinais no tratamento das doenças que afetam os seres humanos. Ficou demonstrado que a parte da planta mais utilizada na produção de remédios caseiros é a folha em seu estado verde e a forma de preparo é a infusão,para o tratamento de doenças em seres humanos. Existe entre os entrevistados uma larga utilização do mel de abelha associado as plantas medicinais no tratamento de suas doenças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Sebastião MELO FILHO, UFCG. Universidade Federal de Campina Grande. Campus Pombal – PB. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais.

Mestre em Sistemas Agroindustriais – UFCG. Universidade Federal de Campina Grande. Campus Pombal – PB. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais.   sebastiaouepb@yahoo.com.br

Leonardo Pereira da SILVA, Universidade Estadual da Paraíba. Departamento de Agrárias e Exatas. Área: Ciências Agrárias.

Universidade Estadual da Paraíba. Departamento de Agrárias e Exatas. Área: Ciências Agrárias. E-mail:  leonardopereira1992@gmail.com

Fabiana Xavier COSTA, Departamento de Agrárias e Exatas da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV.

Prof. Dra. do Departamento de Agrárias e Exatas da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB/Campus IV. Bióloga, Doutorado em Recursos Naturais.  CEP 58884-000 - Catolé do Rocha – Paraíba – Brasil. E-mail: fabyxavierster@gmail.com

José Ozildo dos SANTOS, Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais.

Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais. E-mail: ozildoroseliasolucoes@hotmail.com

Patricio Borges MARACAJÁ, Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar.

Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Sistemas Agroindustriais. E-mail:

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

MELO FILHO, J. S.; SILVA, L. P. da; COSTA, F. X.; SANTOS, J. O. dos; MARACAJÁ, P. B. O ETNOCONHECIMENTO ETNOBOTÂNICO EM CATOLÉ DO ROCHA – PB - DOI: 10.5216/teri.v4i2.35238. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 4, n. 2, p. 41–53, 2014. DOI: 10.5216/teri.v4i2.35238. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/35238. Acesso em: 25 maio. 2024.