JUVENTUDE, EDUCAÇÃO E CINEMA: PENSANDO A SUSTENTABILIDADE NO SEMIÁRIDO NORDESTINO - DOI: 10.5216/teri.v3i1.27325

Autores

  • Verônica Salgueiro NASCIMENTO UFC-Universidade Federal do Ceará. Departamento de Psicologia
  • Ângela Alencar PINHEIRO UFC Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v3i1.27325

Palavras-chave:

Cinema, Juventude, Sustentabilidade, Processos de Aprendizagem

Resumo

O presente estudo teve como objetivo verificar os sentidos atribuídos por jovens a respeito da exibição e debate sobre o documentário Lixo Extraordinário. O grupo foi formado por dez estudantes da disciplina optativa Educação para Sustentabilidade, integrante do Curso de Mestrado em Desenvolvimento Regional Sustentável na Universidade Federal do Ceará – Campus do Cariri, ofertada em 2011.2. Foi solicitada uma produção textual acerca do filme projetado. A partir das falas registradas procedeu-se a análise do discurso de cada participante. Como resultado, verificou-se a centralidade de três categorias: a primeira explora o próprio conteúdo das histórias retratadas no documentário; a segunda apresenta o filme como recurso didático e facilitador de várias aprendizagens; a terceira trata dos impactos pessoais e desdobramentos na vida acadêmica dos estudantes. Na avaliação final da disciplina, a exibição e o debate sobre o filme foram considerados por todos como extremamente relevantes para a aprendizagem de cada um deles

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Verônica Salgueiro NASCIMENTO, UFC-Universidade Federal do Ceará. Departamento de Psicologia

Profa. Dra. do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará-UFC. Profa. Pesquisadora do Mestrado em Desenvolvimento Regional Sustentável da UFCa. Psicóloga. Dra. em Sociologia. Psicóloga. Doutora em Educação. Professora do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Ceará. Campus de Sobral. Coordenadora do Observatório da Infância e da Juventude em Sobral

Ângela Alencar PINHEIRO, UFC Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará

Psicóloga. Doutora em Sociologia. Professora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará. Integrante do Núcleo Cearense de Estudos e Pesquisas sobre a Criança (NUCEPEC/UFC) e associada do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA – Ceará).

Referências

ANDRÉ, M. (1995). Etnografia da prática escolar. Campinas, SP: Papirus.

BARDIN, L. (2002). Análise de Conteúdo. Lisboa. Edições 70.

BARCALA, V. A. (2012). O Cinema na Sala de Aula: a reconstrução do cotidiano. www.bocc.ubi.pt. Acesso em 09.01.2012.

CHACON, S. S. (2008). Construção de indicadores de sustentabilidade para a Avaliação do Desenvolvimento Regional do Cariri cearense. Projeto de Produtividade em Pesquisa, CNPq.

FIGUEIREDO, J. (2009). Formação Humana e Dialogicidade em Paulo Freire II: reflexões e possibilidades em movimento. Fortaleza: UFC.

FREIRE, P. (2001). Educação e mudança. 24ª ed. São Paulo: Paz e Terra.

_______. (2005a). Pedagogia do oprimido. 42ª ed. São Paulo: Paz e Terra.

_______. (2005b). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 31ª ed. São Paulo: Paz e Terra.

_______. (2007). Educação e Política. São Paulo: Villa das Letras.

GADOTTI, M. (2006). Paulo Freire e a boniteza do sonho de ensinar-e-aprender com sentido. In: SCOCUGLIA, A. Paulo Freire na História da Educação do Tempo Presente. Edições Afrontamento: Porto. p. 211.

GIANELLA, V. É para lá que eu vou: O processo de Interiorização da Universidade Federal no Brasil e o desafio do diálogo entre visões de mundo. In: CONGRESSO LUSO AFRO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS: Diversidades e (Des)Igualdades, 6., 2011, Salvador. Anais... Salvador: UFBA, 2011.

HAGUETTE, T. (2000). Metodologias qualitativas na sociologia. Petrópolis: Vozes.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Estatísticas do Século XX. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/seculoxx/arquivos_xls/temas.shtm>. Acesso em: 06 jun. 2010.

THIEL, G. C. & THIEL, J. C. (2009). Movie takes: a magia do cinema na sala de aula. Curitiba: Aymará.

Universidade Federal do Ceará, PRODER (2010). Projeto de criação do Mestrado em Desenvolvimento Regional Sustentável.

VIEIRA, F. Z. & ROSSO, A. J. (2011) O Cinema como Componente Didático da Educação Ambiental. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 11, no. 33. P. 547-572.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

NASCIMENTO, V. S.; PINHEIRO, Ângela A. JUVENTUDE, EDUCAÇÃO E CINEMA: PENSANDO A SUSTENTABILIDADE NO SEMIÁRIDO NORDESTINO - DOI: 10.5216/teri.v3i1.27325. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 3, n. 1, p. 60–77, 2013. DOI: 10.5216/teri.v3i1.27325. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/27325. Acesso em: 21 maio. 2024.