TEORIA SOCIAL E CRISE ECOLÓGICA CONTRIBUIÇÕES E ATUAIS IMPASSES DA TEORIA MARXISTA FRENTE À QUESTÃO AMBIENTAL

Autores

  • João Júlio Vitral AMARO UFMG/Escola de Arquitetura Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v2i2.23293

Palavras-chave:

teoria social, teoria econômica, política ambiental

Resumo

As ciências sociais se defrontam com a prodigalidade dos resultados das chamadas ciências da natureza quando nos países industrializados emerge a questão ecológica. Tomando parte da história do pensamento econômico, como caso exemplar para ilustrar os impasses da teoria social, são abordados alguns aspectos do pensamento de Karl Marx nos quais se mostra que a “natureza” não constrange o desenvolvimento da forma social que ele examina. A questão também é tratada a partir de outras contribuições oriundas da tradição marxistas, como a de Elmar Altvater, na qual a “natureza”, observada fundamentalmente a partir da Segunda Lei da Termodinâmica, poderá fixar os limites da ordem social capitalista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Júlio Vitral AMARO, UFMG/Escola de Arquitetura Universidade Federal de Minas Gerais

Prof. Dr. na Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutorado no Departamento (Fachbereich) Umwelt und Gesellschaft - Technische Universitaet Berlin, Alemanha. Msc. em Economia (UFMG), Teoria Econômica. Especialização em Planejamento Habitacional, Faculdade de Arquitetura da UNB. Graduação em Arquitetura (UFMG). Experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Ambiental e Urbana, atua nos temas: meio ambiente, metodologia da análise ambiental, paisagem urbana, planejamento, avaliação de curso superior e teoria de sistemas.

Referências

ALTVATER, E. Ökologische und Ökonomische Modalitäten von Zeit und Raum. In: PROKLA - Probleme des Klassenkampfs. Berlin: 1987.

ALTVATER, E. Der Preis des Wohlstands. Münster: Westfälisches Dampfboot, 1992.

COVENEY, P. A Flecha do Tempo. São Paulo, 1993.

GEORGESCU-ROEGEN, N. The entropy law and the economic process. London: Harvard University Press, 1999.

HÉMERY, D. Uma História da Energia. Brasília: UNB, 1993.

MARX, K. Theorien über den Mehrwert. Berlin: Dietz Verlag, 1959.

MARX, K. Teorias de la Plusvalia. Buenos Aires: Editorial Cartago, 1975.

MARX, K. Elementos Fundamentales para la critica de la Economia Política (Grundrisse). México: Siglo Veintiuno, 1977.

MARX, K.. Das Kapital. Berlin: Dietz Verlag, 1981.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

AMARO, J. J. V. TEORIA SOCIAL E CRISE ECOLÓGICA CONTRIBUIÇÕES E ATUAIS IMPASSES DA TEORIA MARXISTA FRENTE À QUESTÃO AMBIENTAL. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 2, n. 2, p. 110–122, 2012. DOI: 10.5216/teri.v2i2.23293. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/23293. Acesso em: 30 maio. 2024.