“PEDAGOGIA” OU “MÉTODO” DE PROJETOS? REFERÊNCIAS TRANSDISCIPLINARES

Autores

  • Akiko SANTOS Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v1i2.17242

Palavras-chave:

Educação, Pedagogia, Método de Projetos, Complexidade, Transdisciplinaridade.

Resumo

RESUMO: O uso indiscriminado dos termos “pedagogia” e “método” tem disseminado a ideia de que eles são equivalentes. Esse artigo busca a causa desse fenômeno nos conceitos que fundamentam o sistema disciplinar de educação, utilizando enfoques e referências da teoria transdisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Akiko SANTOS, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

Quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola (PPGEA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Sócia/fundadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas Transdisciplinares  (LEPTRANS). Dra. em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (2000). Me. em Educação de Adultos, UFPB (1985). Especialista em Orientação Educacional, Universidade Estadual da Paraíba (1973). Graduação em Letras, UNB (1969), Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem. Atua principalmente nos temas: complexidade,    Educação, didática, desconstrução. E-mail: akiko.santos@gmail.com

Referências

ARANHA, Ma.Lúcia de A. História da Educação. 2ª.ed. São Paulo: Moderna, 1996.

ASSMANN, Hugo. Metáforas novas para reencantar a educação. Piracicaba: UNIMEP, 1996.

_______________. Alguns toques na questão “O que significa aprender?”. In: Revista Impulso, n.21. Piracicaba: UNIMEP, 1997.

_______________. Reencantar a educação: rumo à sociedade aprendente. Petrópolis: Vozes, 1998.

BOHM, David. A totalidade e a ordem implicada. São Paulo: Cultrix, 1998.

BOHR, Niels. Atomic Physics and Human knowledge. Science Editions Inc, 1961.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. 3ª. ed. Brasília: MEC/SEF, 1998.

DESCARTES, René. Discurso do Método. In: Coleção Os Pensadores. São Paulo: Ed. Abril-Cultural, 1973.

DEMO, Pedro. Certeza da Incerteza: ambivalência do conhecimento e da vida. Brasília: Plano, 2000.

FAZENDA, Ivani. Interdisciplinaridade. Um projeto em parceria. São Paulo: Loyola, 1993.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983

____________. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

____________. A educação do futuro. In: Caderno Prosa & Verso. Jornal O Globo, 24/05/97.

____________. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

FREITAS, Luis Carlos. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas: Papirus, 1995.

GADOTTI, Moacir. História das idéias pedagógicas. São Paulo: editora Ática, 1997

HEISENBERG, Werner. Teoria, crítica e uma filosofia. In: SALAN, A. &HEISENBERG, W. & DIRAC, P. A unificação das forças fundamentais: o desafio da física contemporânea. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

KONDER, Leandro. O que é dialética. 28ª.ed. São Paulo: Brasiliense, 2007.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica 2ª. edição. Trad. Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: ed. 34, 2009.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1991.

MATURANA, Humberto & VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento. Campinas: Psy II, 1995.

MORAES, Maria Cândida. Projeto Sentipensar. www.sentipensar.net/maria/textos.html. Acessado em 26/09/2008.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. Tradução Maria Gabriela de Bragança Portugal: Publicações Europa-América, 1982.

____________. Introdução ao Pensamento Complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1990.

____________. O Método 4. As Idéias.Habitat, vida, costumes, organização. Trad. Juremir Machado da Silva. Porto Alegre: Sulina, 1998.

MORIN, Edgar; LE MOIGNE, Jean Louis. A inteligência da Complexidade. 2ª. ed. Trad. Nurimar Maria Falci. São Paulo: Peirópolis, 2000.

MORIN, Edgar. A cabeça bem feita. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

____________. O Método 5: a humanidade da humanidade. Porto Alegre: Sulina, 2002.

____________.. Complexidade e ética da solidariedade. In: CASTRO, Gustavo de. Ensaios de Complexidade. Porto Alegre: Sulina, 2002a.

NICOLESCU, Basarab. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: TRION, 1999.

__________________. Um novo tipo de conhecimento – Transdisciplinaridade. 1º. Encontro Catalisador do CETRANS – Escola do Futuro – USP. Itatiba, São Paulo – Brasil: abril de 1999. Disponível www.redebrasileiradetransdisciplinaridade. Acessado em 12/12/2011.

PIAGET, Jean. A equilibração das estruturas cognitivas: problema central do desenvolvimento. Edição n/c. Rio de Janeiro: Zahar, 1976. Trad. Marion Merlone dos Santos Penna.

PRIMEIRO CONGRESSO MUNDIAL DE TRANSDISCIPLINARIDADE. Portugal. Convento de Arrábida, 2-6 novembro 1994.

SOMMERMAN, Américo. Inter ou Transdisciplinaridade? Da fragmentação disciplinar a um novo diálogo entre os saberes. São Paulo: Paulus, 2006.

TALBOT, Michael. O universo holográfico. Trad. Maria de Fátima S. Marques.

São Paulo: Best Seller, 1991.

Downloads

Publicado

2011-12-30

Como Citar

SANTOS, A. “PEDAGOGIA” OU “MÉTODO” DE PROJETOS? REFERÊNCIAS TRANSDISCIPLINARES. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 101–123, 2011. DOI: 10.5216/teri.v1i2.17242. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/17242. Acesso em: 5 mar. 2024.