EDUCAÇÃO AMBIENTAL E POLÍTICAS PÚBLICAS DE MOBILIDADE E DE SANEAMENTO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DESAFIO TRANSDISCIPLINAR

Autores

  • Lívia Costa ANDRADE UNIVERSO - Universidade Salgado de Oliveira
  • Bento Alves Araújo Jayme Fleury Curado Faculdade Aphonsiano de Trindade
  • Diógenes Aires MELO Companhia de Urbanização de Goiânia

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v1i2.16952

Palavras-chave:

educação ambiental, políticas públicas, transdisciplinaridade, saneamento, mobilidade urbana.

Resumo

RESUMO: O presente artigo analisa e discute, no âmbito da Educação Ambiental, as problemáticas relacionadas ao mundo contemporâneo e suas diversas complexidades, notadamente, no que concerne às questões urbanas, as políticas públicas nesse setor, as políticas de saneamento e mobilidade, temas relacionadas ao trânsito, transporte coletivo, gerenciamento de resíduos sólidos, vistos sob nova nuance, preconizada pela Transdisciplinaridade, como forma de repensar, sob a égide mais humana, todos esses conflitos que constituem a atual sociedade, com todas as suas contradições e desacertos. O artigo identifica problemas como trânsito caótico, estresse, poluição em suas várias formas, falta de moradia e acesso aos serviços de saneamento, acidentes, falta de hábito de descarte e segregação correta de resíduos, resultantes da visão fragmentada e redutora de políticas públicas segregadoras e que não conseguem atender a todos os cidadãos. É abordada a importância da participação social na construção de políticas públicas efetivas, e que é preciso educar os atores envolvidos nesses processos na construção de um novo paradigma. Por fim é explicitada a necessidade de se construir esse novo paradigma numa perspectiva mais humanizada, dentro de uma visão sistêmica, integradora e assim, sustentável, que leve em conta os diferentes níveis de realidade e de conhecimento dos vários atores envolvidos e que precisam ser encarados como alternativas para solucionar os problemas contemporâneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Costa ANDRADE, UNIVERSO - Universidade Salgado de Oliveira

Profª  de Graduação e Pós Graduação da Universidade Salgado de Oliveira. Mestranda em Geografia pelo IESA-UFG, especialista em  Docência Universitária pela UNIVERSO – GO e Educação Infantil pela PUC – Goiás. Gestora dos Cursos de Pós Graduação: Docência Universitária pela UNIVERSO, Gestão de Pessoas pela UNIVERSO e Vivência e Prática na Educação Infantil  pela Faculdade Ávila. Representante pedagógica da Escola de Inteligência em Goiás. E-mail: profaliviacandrade@gmail.com

Bento Alves Araújo Jayme Fleury Curado, Faculdade Aphonsiano de Trindade

Professor Universitário na Faculdade Aphonsiano de Trindade.  Mestre em Literatura e Lingüística pela Faculdade de Letras da UFG. Mestrando em Geografia pelo IESA-UFG. Funcionário Público Estadual e Municipal de Goiânia. Escritor. Pesquisador. Autor de A sempre-viva Amália. Ser (tão) goiano, Beco dos Aflitos, Saga de um povo de fé no coração do Brasil, Do Barro Preto ao Planalto, caminhos e lembranças, Hélio de Brito e Célia Coutinho, duas vidas e uma história. Dicionário da mulher de Goiás. bentofleury@hotmail.com

Diógenes Aires MELO, Companhia de Urbanização de Goiânia

Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho, especialista em Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos e Líquidos, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Meio Ambiente da UFG. Engenheiro da Companhia de Urbanização de Goiânia, responsável pela elaboração do Programa Goiânia Coleta Seletiva e atualmente atua na operação do Aterro Sanitário de Goiânia. Palestrante e consultor nas áreas de meio ambiente, educação ambiental, saneamento, gestão de resíduos, segurança do trabalho e planejamento urbano.  E-mail: diogenes.residuos@gmail.com

Referências

TERCEIRO INCLUÍDO ISSN 2237-079X – NUPEAT–IESA–UFG, v.1, n.2, jul./dez./2011, p.48 – 73, Artigo 12 Página 73

conhecimento, que não seja somente o conhecimento técnico-científico, mas o cultural, o

social, o familiar, o espiritual, dentro outros tipos.

O que se espera é que, no futuro, à luz de uma nova concepção forjada na

transdisciplinaridade, na educação ambiental e na sedimentação de valores, o novo ser

humano possa adquirir maturidade para o enfrentamento da vida e a convivência nos grandes

centros, notadamente Goiânia, para compreender seus limites e o início do limite do outro nos

entrechoques e na garantia de um futuro em que haja paz.

REFERENCIAS

BRASIL. Estatuto das Cidades. Lei 10.257, de 10 de julho de 2001. Brasília.

_______. Política Nacional de Saneamento Básico. Lei 11.445, de 5 de janeiro de 2007. Brasília.

ENGELS, Frederico. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco e do homem. In Obras

Escolhidas. São Paulo: ed. Brasiliense, 1975.

FREIRE, Paulo Educação e Mudança. Rio de Janeiro : Paz e Terra. 1985.

______ Carta da Terra na perspectiva da educação. São Paulo: Instituto Freire. 1999

HAESBAERT, R. Des-territorialização e identidade: a rede gaúcha no Nordeste. Niterói-RJ: EDUFF, 1997.

KNOX, WiniFred. Apontamentos para um diálogo complexo. In: CASTRO, Gustavo (Org.). Ensaios de

Complexidade. Porto Alegre; Sulina, 2002, 3ª edição, 246 p

MARICATO, Ermínia. "As idéias fora do lugar e o lugar fora das idéias- planejamento urbano no Brasil". In:

Arantes, Otilia. A cidade do pensamento único- desmanchando consensos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. (pp.

-192).

MARSHALL, T.H. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro: Zahar editores, 1967.

MIGLIORI, Regina. Temas Transversais e Educação em Valores Humanos. Peirópolis, SP: ed. Fundação

Peirópolis, 1999.

MORAES, Luiz Roberto Santos. Política e Plano Municipal de Saneamento Básico: aportes conceituais e

metodológicos. In: Lei Nacional de Saneamento Básico: perspectivas para as políticas e gestão dos serviços

públicos, v.1, p. 33-53, Brasília: Editora, 2009.

MORAES, Luiz Roberto Santos. A Intersetorialidade em saúde e saneamento e o controle social. In: O

controle social no saneamento: perspectiva para uma cidade saudável. ASSIS, João Batista Lucena de. (Ed.).

Natal: Arsban, 2008. P. 65-91.

MORIN, Edgar. Terra pátria. Porto Alegre. Ed. Sulina, 2002.

____________. O Método II: a vida da vida. Portugal: Publicações Europa-América Ltda, 1999.

NICOLESCU, Basarab. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Editora Trion, 1999.

PAVIANI, Aldo (org.). Urbanização e metropolização. Brasília: UNB, 1987.

PEREIRA, Luiz (org.). Urbanização e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1973.

PONTUSCHKA, Nídia Nacib & OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. Geografia em perspectiva. São Paulo:

Contexto, 2002. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E POLÍTICAS PÚBLICAS DE MOBILIDADE E DE SANEAMENTO NA CONTEMPORANEIDADE: UM

DESAFIO TRANSDISCIPLINAR

ANDRADE, Lívia Costa de; CURADO, Bento Alves Araújo Jayme Fleury; MELO, Diógenes Aires de

TERCEIRO INCLUÍDO ISSN 2237-079X – NUPEAT–IESA–UFG, v.1, n.2, jul./dez./2011, p.48 – 73, Artigo 12 Página 74

RANDON, Michel. O pensamento transdisciplinar e o real. São Paulo: Ed. Trion, 2000.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. 7 ed. São Paulo, Cortez, 2007.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização. Rio de Janeiro: Ed. Record, 2000.

______________. A natureza e o espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Ed. Hucitec, 1996.

SANTOS JÚNIOR, Orlando Alves dos; MONTANDON, Daniel Todtmann. Síntese, Desafios e

Recomendações. In: __________ (Orgs). Os Planos Diretores Municipais Pós-Estatuto da Cidade: Balanço

Crítico e Perspectivas – Rio de Janeiro; Letra Capital; Observatório das Cidades. IPPUR/UFRJ, 2011

SAUVÉ, L. Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: uma análise complexa. Revista de

Educação Pública. Edição nº 10. UFMT, Cuiabá/MT: Jul/Dez, 1997.

SILVEIRA, F. E. A decisão do voto no Brasil. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1998.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbanos.

Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

TOPALOV, Christian. “Fazer a história da pesquisa urbana”. In: Espaços e Debates. Revista de Estudos

Regionais e Urbanos. Ano VIII, 1988.

VIANA, Rosa Maria e OLIVEIRA, Sandra de Fátima. Amar e cuidar – a reverência pela vida na Educação

Ambiental. Goiânia: Kelps, 2011.

Downloads

Publicado

2011-12-30

Como Citar

ANDRADE, L. C.; CURADO, B. A. A. J. F.; MELO, D. A. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E POLÍTICAS PÚBLICAS DE MOBILIDADE E DE SANEAMENTO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DESAFIO TRANSDISCIPLINAR. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 48–73, 2011. DOI: 10.5216/teri.v1i2.16952. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teri/article/view/16952. Acesso em: 23 maio. 2024.