ARTEMISIA GENTILESCHI E O SEU TEMPO: NOVAS FONTES, NOVAS INTERPRETAÇÕES

Autores

  • Cristine Tedesco

Palavras-chave:

Artemisia Gentileschi, História, Trajetória, Gênero, Imagens

Resumo

“Artemisia Gentileschi e il suo tempo” intitula a exposição inaugurada pelo Museu de Roma em trinta de novembro de 2016, com encerramento previsto para sete de maio de 2017. O presente texto destaca as novas fontes documentais localizadas nos arquivos históricos italianos, algumas ainda não publicadas, durante a realização das pesquisas que motivaram a exposição. Tais documentos revelam questões importantes sobre a trajetória biográfica de Artemisia Gentileschi e sua obra e permitem repensar antigas hipóteses. As novas fontes, bem como as imagens produzidas a partir de raio-X das telas da pintora, têm possibilitado novas interpretações e novas relações, não apenas entre a vida e a obra de Artemisia Gentileschi, mas também entre a pintora e o seu tempo.

Biografia do Autor

Cristine Tedesco

Doutoranda em História pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com período de bolsa sanduíche - Erasmus Plus - de 12 meses na Università Ca' Foscari de Veneza (2016-2017). Mestra em História pela Universidade Federal de Pelotas (2011-2013). Licenciada em História pela Universidade de Caxias do Sul (2006-2011). Desenvolve estudos sobre o protagonismo feminino nas artes no período entre os séculos XVI e XVII, na península italiana. Investiga e analisa, em especial, a vida e a obra da pintora Artemisia Gentileschi (1593-1654). Trabalha com fontes judiciais, correspondências e imagens, em sua maioria representações pictóricas produzidas entre o Renascimento e o Barroco. Realiza cursos sobre a atuação das mulheres nas artes, em universidades, museus e outras instituições de memória. Desenvolve projetos culturais e curadorias de arte. Atua como professora de História da Arte na Escola de Arte Micael Biasin, em Bento Gonçalves.

Referências

BALDASSARI, Francesca. Artemisia nel milieu del Seicento fiorentino. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra. Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 2334.

BARKER, Sheila. A new document concerning Artemisia Gentileschi’s marriage. The Burlington Magazine, CLV, December, 2014, pp. 803-804.

CHRISTIANSEN, Keith. Becoming Artemisia: Afterthoughts on the Gentileschi Exibition. In. Metropolitan Museum Journal, n. 39, pp. 101-126, 2004.

LOCKER, Jesse. Gli anni dimenticati: Artemisia Gentileschi a Venezia (1626-1629). In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra. Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 43-46.

MANN, Judith. Artemisia a Roma 1606-1613: inizi strategici e stilistici. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra. Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 1322.

___________. Ritorno a Roma: Artemisia allarga gli orizzonti 1620-1627. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra. Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 35-42.

PEGAZZANO, Donatella. Committenza e collezionismo nel Cinquecento: la famiglia Corsi a

Firenze tra musica e scultura. In. BENEDICTIS, Cristina De, PEGAZZANO, Donatella, SPINELLI, Riccardo. (Org.) Quadrerie e committenza nobiliare a Firenze nel Seicento e nel Settecento. Firenze: Pacini Editore, 2015.

RUGGIERI, Maria Beatrice de. “Disegnando le attitudini con le pennellate e colori”. Appunti sulla tecnica pittorica di Artemisia Gentileschi. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra.

Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 289-296.

SOLINAS, Francesco (Org). Lettere di Artemisia. Roma: De Luca Editori d’ Arte, 2011, p. 7148.

__________________. CONTINI, Roberto. Artemisia: la musa Clio e gli anni napoletani. De Luca Editori d’Arte: Pisa, 2013.

SPINOSA, Nicola. Artemisia e Napoli. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra. Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 55-68.

TEDESCO, Cristine. “E non dite che dipingeva come un uomo”: história e linguagem pictórica de Artemisia Lomi Gentileschi entre as décadas de 1610 e 1620 em Roma e Florença.

Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2011.

_____________. Correspondência, gênero e imagens: pensando a trajetória da pintora Artemisia Lomi Gentileschi. Revista Oficina do Historiador, Porto Alegre, v. 9, n.1, p. 305324, jan./jun. 2016.

TERZAGHI, Cristina. Artemisia Gentileschi a Londra. In: SPINOSA, Nicola; BALDASSARI, Francesca; MANN, Judith. (Org.). Artemisia Gentileschi e il suo tempo. Catalogo della mostra.

Museo di Roma. Milano: Arthemisia Group, Skira editore, 2016, p. 69-78.

Downloads

Publicado

2018-07-07

Como Citar

TEDESCO, C. ARTEMISIA GENTILESCHI E O SEU TEMPO: NOVAS FONTES, NOVAS INTERPRETAÇÕES. rth |, Goiânia, v. 19, n. 1, p. 47–73, 2018. Disponível em: https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/53787. Acesso em: 4 out. 2022.