Foucault

Teórico do historicismo

Autores

  • Luiz Sérgio Duarte da Silva Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, sergio.duarte.ufg@gmail.com

Resumo

Há uma mudança na interpretação foucaultiana do historicismo. Em As Palavras e as Coisas (1966) ele foi apresentado como o modelo crítico e relativista, hermenêutico e comunicativo que levou ao cume a forma da leitura que impede a verdadeira análise da finitude. Um heideggerianismo que acusa a história do trabalho (antes levado a cabo pelo estoicismo e pelo cristianismo) de esquecimento do ser. Já em A Defesa da Sociedade (1976) é a História que pode levar a cabo a crítica do “disciplinamento” (o Estado moderno se apropriando da tradição platônica que identifica saber e verdade com ordem e paz). Boulainvilliers é o autor que permite localizar essa leitura hiper-historicista. Para Foucault, trata-se de denunciar o anti-historicismo do saber contemporâneo. Foucault possui uma teoria da história meta-historicista. Refaz a História do historicismo para localizar nele a dinâmica que possibilitará o nascimento da Filosofia da História. O programa era espacializar o tempo, lê-lo em pedaços. O século XIX foi o século dos adoradores do tempo, o século XX deveria ser o século dos seguidores do espaço. Foucault pensou um procedimento de espacialização da leitura do tempo. Aqui, focalizando os cursos do Colégio de França, tento descrever esse projeto explorando as tensões entre história (experiência humana), História (o conhecimento disciplinado dessa experiência) e estória (qualquer narrativa).

Biografia do Autor

Luiz Sérgio Duarte da Silva, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, sergio.duarte.ufg@gmail.com

Possui graduação em Licenciatura Em História pela Universidade de Brasília (1985), mestrado em História pela Universidade de Brasília (1990) e doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1996). Atualmente é pesquisador visitante - Kulturwissenschaftliches Institut e professor adjunto da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da Cidade e Teoria da História, atuando principalmente nos seguintes temas: história cultural, teoria da história, história urbana, história contemporânea e teoria da modernidade (http://lattes.cnpq.br/4317054127961589).

Downloads

Publicado

30-07-2021

Como Citar

Sérgio Duarte da Silva, L. (2021). Foucault: Teórico do historicismo. Rth |, 24(1), 213–223. Recuperado de https://revistas.ufg.br/teoria/article/view/47775