“O armário quer se abrir” na poesia do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v35.75118

Palavras-chave:

Poesia, Horácio Costa, Cânone, Trans-homocultura

Resumo

Entrevista realizada com o poeta Horácio Costa entre 22 e 24 de outubro de 2022 para compor a tese Configurações do homoerotismo masculino na poesia do Brasil (SILVA, 2022)1. A pesquisa investiga a temática em parte da produção poética do país entre os séculos XVII e XXI e desemboca em A hora e vez de Candy Darling (2016), do escritor entrevistado. As perguntas a seguir perscrutam aspectos gerais de sua poesia e deslindam alguns elementos dessa importante obra. A poesia do paulistano vem desafiando o heterocentrismo do cânone literário brasileiro e se destacado, entre outras características, pelo uso de referências trans-homoculturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michael Silva, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO

Doutor em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil.

Horácio Costa, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Professor na Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Referências

COSTA, Horácio. A hora e vez de Candy Darling. Goiânia: Martelo, 2016.

SILVA, Michael. Configurações do homoerotismo masculino na poesia do Brasil. 2022. 214f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2022.

Downloads

Publicado

2023-04-29

Como Citar

SILVA, M.; COSTA, H. “O armário quer se abrir” na poesia do Brasil. Signótica, Goiânia, v. 35, 2023. DOI: 10.5216/sig.v35.75118. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/75118. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Entrevista