Morte “anunciada”: sentidos de memória e heterogeneidade no discurso jornalístico

Autores

  • Ludmila Ferrarezi
  • Lucília Maria Sousa Romão

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v19i2.7469

Resumo

Este trabalho pretende investigar, à luz da Análise do Discurso francesa, como
o discurso jornalístico inscreve sentidos sobre o assassinato de Dorothy Stang.
Mobilizando os conceitos de memória discursiva e heterogeneidade, interpretamos
um corpus lingüístico constituído pela primeira página do jornal Folha
de S. Paulo e a sua versão eletrônica Folha OnLine.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-09-17

Como Citar

FERRAREZI, L.; ROMÃO, L. M. S. Morte “anunciada”: sentidos de memória e heterogeneidade no discurso jornalístico. Signótica, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 255–276, 2009. DOI: 10.5216/sig.v19i2.7469. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/7469. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo