Notas sobre um tratamento didático ético-emancipatório do português

Autores

  • Roberto Leiser Baronas

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v0i0.3633

Resumo

Neste artigo discuto, inicialmente, como os profissionais de linguagem vêem a sua essencialidade diante de um mercado utilitarista, que lhes reserva a tarefa de guardiões da variedade culta da língua, instrumentalizada na gramática tradicional e no uso dos textos literários dos mais importantes escritores da língua. Num segundo momento, discuto as possibilidades de trabalho com o
ensino do português nos Cursos de Letras, assumindo que a eles cabe o papel não só de instrumentalizar as pessoas lingüística e literariamente, “capacitandoas” para o mercado de trabalho, mas também de prepará-las para que, diante da modernidade estressante, possam desenvolver a capacidade de fruição estética de textos literários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-04-01

Como Citar

BARONAS, R. L. Notas sobre um tratamento didático ético-emancipatório do português. Signótica, Goiânia, p. 21–36, 2008. DOI: 10.5216/sig.v0i0.3633. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/3633. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo