Estudo das fontes de O Samba Rural Paulista: tradição e variantes autorais

Autores

  • Manoel Mourivaldo Santiago Almeida Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP
  • Mario Santin Frugiuele Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v28i1.33486

Palavras-chave:

Crítica Textual, Variante Autoral, Samba Rural Paulista, Mário de Andrade.

Resumo

O presente trabalho, com base na análise de variantes autorais presentes no ensaio  O  Samba  Rural  Paulista  de  Mário  de  Andrade,  pretende fornecer elementos  que  auxiliem  futuros  estudos  sobre  o  autor  e,  essencialmente, sobre seu trabalho inaugural com relação à manifestação tipicamente paulista. Examinaremos,  aqui,  a  tradição  direta  do  texto  investigado,  incluindo  os exemplares de trabalho com anotações e corrigendas efetuadas pelo próprio escritor.  Para  procedermos  à  análise  dos  dados  coletados,  utilizamos  como pressuposto teórico recortes feitos na área da crítica textual, apontando para a relevância da recensão no estabelecimento do texto crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Mourivaldo Santiago Almeida, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Fez graduação em Letras-Português/Francês (1989) e especialização em Linguística (1993) pela Universidade Federal de Mato Grosso. Possui doutorado em Filologia e Língua Portuguesa (2000) e livre-docência sobre as vogais do falar ribeirinho cuiabano (2009) pela Universidade de São Paulo. Tem formação complementar em Dialetologia Portuguesa pela Universidade de Lisboa (1998). Realizou, na área de Crítica Textual, estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Minas Gerais com o projeto de pesquisa "Dom Casmurro de 1900, de Machado de Assis: Edição e estudo de variantes" (2013). É professor associado 2 e pesquisador da Universidade de São Paulo, e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq. Atua nos seguintes temas: crítica textual/filologia portuguesa, fonética, fonologia, dialetologia e história da língua portuguesa.

Mario Santin Frugiuele, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e graduando em Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Língua Italiana, pela Universidade de São Paulo. Em 2011, foi aluno intercambista, pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, na Facoltà degli Studi di Genova, tendo frequentado cursos de especialização em Storia della Lingua Italiana, Letteratura Italiana Contemporanea e Filosofia del Linguaggio. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Letras (Filologia e Língua Portuguesa) da Universidade de São Paulo sob orientação do Prof. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida e integra os Projetos de História do Português Paulista e História e Variedade do Português Paulista às Margens do Anhembi.

Downloads

Publicado

2016-09-29

Como Citar

ALMEIDA, M. M. S.; FRUGIUELE, M. S. Estudo das fontes de O Samba Rural Paulista: tradição e variantes autorais. Signótica, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 125–142, 2016. DOI: 10.5216/sig.v28i1.33486. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/33486. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo