A pessoa como ferramenta nas mudanças de voz: Sikuani e Katukina -Kanamari

Autores

  • Francesc Queixalós Le Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), Paris

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v26i2.30592

Palavras-chave:

relações gramaticais, voz, ergatividade, Sikuani, Katukina-Kanamari

Resumo

Este artigo examina os fenômenos de voz em duas línguas da América do Sul tropical: Sikuani e Katukina-Kanamari. A comparação é interessante pelo fato de que essas línguas apresentam padrões de alinhamento opostos, enquanto a  primeira  é  nominativo-acusativa,  a  segunda  é  absolutivo-ergativa,  elas geram, respectivamente, uma passiva e uma antipassiva. Apesar dessa extrema simetria, as mudanças de voz se utilizam, nas duas línguas, de instrumentos morfológicos  muito  afins  –  e  comuns  tipologicamente  –  consistindo  na saturação, mediante um afixo não referencial, da posição do argumento que expressa o agente no verbo transitivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francesc Queixalós, Le Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), Paris

Pesquisador em Línbguística do CNRS, Unidade SEDYL-CELIA

Credenciado no Programa de Pós-graduação em Linguística da UnB

Credenciado na Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Rondônia, Campus Guajará Mirim

Downloads

Publicado

2014-12-22

Como Citar

QUEIXALÓS, F. A pessoa como ferramenta nas mudanças de voz: Sikuani e Katukina -Kanamari. Signótica, Goiânia, v. 26, n. 2, p. 353–378, 2014. DOI: 10.5216/sig.v26i2.30592. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/30592. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Seção Temática