Estereótipo e Pré-construído: é possível uma articulação?

Autores

  • Márcio Antônio Gatti Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, SP

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v26i2.29824

Palavras-chave:

Análise do Discurso Francesa, Estereótipo, Pré-construído

Resumo

Tendo em vista um tratamento pouco amplo do conceito de estereótipo pela Análise  do  Discurso  francófona,  este  artigo  pretende  avaliar  a  articulação proposta  em  Amossy  e  Herscheberg-Pierrot  (2001)  entre  os  conceitos  de estereótipo e de pré-construído. Inicialmente, aceita-se a articulação, mostrando alguns  pontos  de  contato  entre  eles.  Em  seguida,  trata-se  de  observar  as características específicas de cada um dos conceitos reforçando sua separação em dois conceitos distintos e operantes na Análise do Discurso. Observando que é necessário ter cautela na articulação dos dois conceitos, propomos que há estereótipos ligados a discursos específicos, característica fundamental do pré-construído, e há aqueles que estão num domínio mais próximo da doxa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Antônio Gatti, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, SP

Professor do Departamento de Ciências Humanas e Educação da Ufscar - Sorocaba

Downloads

Publicado

2014-12-22

Como Citar

GATTI, M. A. Estereótipo e Pré-construído: é possível uma articulação?. Signótica, Goiânia, v. 26, n. 2, p. 397–414, 2014. DOI: 10.5216/sig.v26i2.29824. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/29824. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo