O “efeito gatilho” e a continuidade tópica: atuação do domínio tempo, aspecto e modalidade

Autores

  • Raquel Mesiter Ko Freitag Universidade Federal de Sergipe
  • Amanda Matos Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Andreia Silva Araújo Universidade Federal de Sergipe.

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v23i2.15221

Palavras-chave:

Efeito gatilho. Continuidade tópica. Categorias verbais.

Resumo

O efeito gatilho refere-se à manutenção das mesmas marcas linguísticas em uma sequência discursiva. Em situações de interação, tais como em entrevistas sociolinguísticas, o efeito gatilho se dá pela repetição de traços associados ao verbo da pergunta do entrevistador no verbo da resposta do entrevistado. Neste trabalho, analisamos os graus de continuidade estabelecidos pelas categorias verbais de tempo, aspecto, modalidade e item lexical, numa escala do mais ao menos contínuo, tomando como protótipo do efeito gatilho as ocorrências com o mesmo tempo, mesmo aspecto, mesma modalidade e mesma sequência discursiva. Os dados utilizados na análise foram extraídos da amostra Entrevistas Sociolinguísticas do banco de dados do Grupo de Estudos em Linguagem, Interação e Sociedade (GELINS). Para tanto, controlamos a correlação entre as categorias verbais e o grau de integração. Os resultados estatísticos apontam que das três categorias verbais controladas, a modalidade é a que menos engatilha o tópico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Mesiter Ko Freitag, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Letras, mestre e doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora do Departamento de Letras e do Núcleo de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Sergipe.

Amanda Matos Santos, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Letras. Mestranda em Letras pela Universidade Federal de Sergipe.

Andreia Silva Araújo, Universidade Federal de Sergipe.

Graduada em Letras. Mestranda em Letras pela Universidade Federal de Sergipe.

Downloads

Publicado

2012-02-27

Como Citar

MESITER KO FREITAG, R.; MATOS SANTOS, A.; SILVA ARAÚJO, A. O “efeito gatilho” e a continuidade tópica: atuação do domínio tempo, aspecto e modalidade. Signótica, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 247–265, 2012. DOI: 10.5216/sig.v23i2.15221. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/15221. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo