Juventude e protagonismo: categoria teórica e social em experiências de extensão universitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v19.60052

Resumo

O presente artigo visa apresentar as experiências extensionistas desenvolvidas pela Pró-Reitoria de Extensão e Apoio Estudantil (Proex), da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), que buscam potencializar o protagonismo juvenil de acadêmicos e educandos por meio de práticas que visam auxiliar na transformação da realidade social. O engajamento e protagonismo de jovens na extensão universitária da PUC Goiás se dá a partir do locus social dos sujeitos, tanto de jovens das comunidades atendidas pelos projetos extensionistas, que encontram nos projetos a oportunidade para potencializar sua cidadania e acesso a direitos sociais; como de jovens universitários que atuam na extensão na qualidade de estagiários, monitores ou voluntários, potencializando sua formação cidadã, bem como sua profissionalização a partir das demandas sociais e da capacitação profissional para atuar em uma realidade complexa e desigual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janira Sodré Miranda, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás/Campus Goiânia

Graduada em História pela Universidade Federal de Roraima (1995), Especialista em Educação pela PUC São Paulo (1996) e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (1999). Foi Visiting School na Florida International University-FIU (2007). Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros/as e do Centro de Estudos Históricos da Igreja na América Latina- CEHILA. Foi Presidenta do Conselho Estadual de Igualdade Racial /Estado de Goiás (2013-2016) e Diretora do Instituto de Pesquisas e Estudos Históricos do Brasil Central/PUC Goiás (2003-2006). Experiência em gestão da educação pública e Gestão de Acervo Documental na Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Atualmente é professora da Coordenação de Filosofia e Ciências Humanas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás/Campus Goiânia, Coordenadora do Núcleo de Estudos em Gênero, Raça e Africanidades/NEGRA do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás. Membro da Comissão Permanente de Políticas de Igualdade Étnicorracial do IFGoiás. Coordenadora dos Projetos de Extensão Nossa Diáspora Negra e Igualdade Racial no Sistema Único de Assistência Social. Linhas de Pesquisa e Atuação: Teoria da História, História da África, História e Decolonialidade, História Social da Diáspora Negra.

Eliani Fátima Covem Queiroz, Universidade Federal de Goiás

Jornalista, professora do curso de Jornalismo da PUC Goiás. Mestre em Educação pela PUC Goiás. Dutoranda em Sociologia da UFG.

Nicali Bleyer Ferreira dos Santos

Possui graduação em Geografia (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade de Brasília (2002), mestrado em Geografia pela Universidade de Brasília (2005), com ênfase em Planejamento Ambiental e Territorial e doutorado multidisciplinar em Ciências Ambientais pela Universidade Federal de Goiás. Foi professora substituta de Geografia na Universidade Federal de Goiás, e atualmente trabalha como consultora autônoma na área de licenciamento ambiental e planejamento urbano. É professora Assistente I na Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC - GO e atua como docente, assessora da Pró-reitoria de Extensão e membro do Comitê Assessor de Pesquisa. Atuou como Coordenadora de Gestão de Processos Educacionais do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência - PIBID na mesma instituição. coordenou a elaboração do Atlas Escolar Geográfico, Histórico e Cultural do Estado de Goiás. publicado em 2017. Atualmente, coordena os Projetos de Pesquisa intitulados: Panorama dos Parques Ambientais de Goiânia: análise e avaliação da forma, estrutura e processo; O ensino de geografia e a construção de propostas pedagógicas para a consolidação de um ensino crítico, dinâmico e criativo.

Divino de Jesus da Silva Rodrigues

Graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás). Pós-Graduação em Adolescência e Juventude no Mundo Contemporâneo, pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE/MG). Mestre e Doutor pela PUC Goiás. Pós-doutorado pela Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP/USP). Docente da Pontifícia Universidade Católica de Goiás da Escola de Ciências Sociais e da Saúde (Curso de Psicologia e Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia - Linha de pesquisa: Processos Psicossociais) e Escola de Formação de Professores e Humanidades (Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação - Linha de pesquisa: Educação, Sociedade e Cultura). Integrante do grupo de Pesquisa: Grupo de Pesquisa: Infância, família e sociedade - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás). Linha de Pesquisa: Estudos da violência contra crianças, adolescentes, jovens e mulheres; Grupo de Pesquisa: Juventude e Educação - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás). Linha de Pesquisa: Educação, Sociedade e Cultura. Atuação nas seguintes áreas temáticas: processos psicossociais e educacionais da juventude, psicologia escolar/educacional e história da psicologia em Goiás. Coordenador-Adjunto do Grupo de Pesquisa da Infância, Família e Sociedade; vice-coordenador do Comitê de Ética (CEP/PUC Goiás); assessor do Comitê de Pesquisa (COAP) da Coordenação de pesquisa/PROPE/PUC Goiás; integrante da Comissão Própria de Avaliação (CPA/ PUC Goiás) e assessor da Pró-Reitoria de Extensão e Apoio Estudantil da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Downloads

Publicado

2019-10-21

Como Citar

MIRANDA, J. S.; QUEIROZ, E. F. C.; DOS SANTOS, N. B. F.; RODRIGUES, D. de J. da S. Juventude e protagonismo: categoria teórica e social em experiências de extensão universitária. Revista UFG, Goiânia, v. 19, 2019. DOI: 10.5216/revufg.v19.60052. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/60052. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Direitos Humanos, Sustentabilidade e Transformação Social