Psicologia e Cinema

Possibilidade de ação diante da temática do racismo

Autores

  • Sirlene Pereira Bispo UEFS
  • Ivone Maia de Mello Universidade Estadual de Feira de Santana

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v19.59270

Resumo

Este artigo relata uma ação extensionista desenvolvida pelo projeto Cinema: subjetividade, cultura e poder, da Universidade Estadual de Feira de Santana, através de conversações com elementos da metodologia de grupo focal, abordando o tema do racismo através de texto/filme/comentário de convidado. Trabalhamos com a ideia de mito negro, trazida por Neusa Sousa, e interiorização da inferioridade de Frantz Fanon. As questões levantadas pelo público incluíam aspectos subjetivos e sociais vivenciados pelos participantes e perguntas sobre formas de tratar o sofrimento psíquico decorrente do racismo. Conclui-se que os resultados da atividade produziram impactos significativos para os presentes, por constituir-se como espaço de fala,  debate e elaborações acerca do racismo na universidade, racismo estrutural e representatividade, permitindo posterior multiplicação desse debate.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-09-16

Como Citar

BISPO, S. P.; MELLO, I. M. de. Psicologia e Cinema: Possibilidade de ação diante da temática do racismo. Revista UFG, Goiânia, v. 19, 2019. DOI: 10.5216/revufg.v19.59270. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/59270. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Mundo Digital e a Universidade