FEIRA LIVRE DE JOÃO MONLEVADE: DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO, ESTRUTURAL E SISTEMA DE GOVERNANÇA

Autores

  • Jéssica da Silva Soares Cunha Universidade Federal de Ouro Preto
  • Márbia Fernandes Pereira de Araújo Universidade Federal de Ouro Preto
  • Thiago Augusto de Oliveira Silva Universidade Federal de Ouro Preto
  • Wagner Ragi Curi Filho Universidade Federal de Ouro Preto; Fundação Getulio Vargas

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v17i21.51709

Resumo

A crescente procura por alimentos saudáveis e sem agrotóxico e o ambiente propício para o convívio social atrai pessoas de diferentes perfis às feiras livres. Dessa forma, o objetivo do presente estudo é avaliar os aspectos essenciais referentes à estrutura física, social e econômica da Feira Livre de João Monlevade sob perspectiva de consumidores, não consumidores e feirantes e propor um novo sistema de governança de feira. Para isto, foram utilizados recursos como visitas in loco, observação, verbalizações estruturais, conversas informais e pesquisas bibliográficas. Neste contexto, esta pesquisa possibilitou o conhecimento mais aprofundado sobre a realidade da Feira Livre de João Monlevade e consequentemente, através do apoio dos órgãos responsáveis locais, será possível realizar reparos adequados que possam torná-la uma importante forma de manifestação cultural na cidade e um local de entretenimento para os diferentes públicos presentes na sociedade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-08-06

Como Citar

CUNHA, J. da S. S.; ARAÚJO, M. F. P. de; SILVA, T. A. de O.; FILHO, W. R. C. FEIRA LIVRE DE JOÃO MONLEVADE: DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO, ESTRUTURAL E SISTEMA DE GOVERNANÇA. Revista UFG, Goiânia, v. 17, n. 21, 2018. DOI: 10.5216/revufg.v17i21.51709. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/51709. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos