QUEM TEM MEDO DA CULTURA HEBRAICA?

Autores

  • Itamar Even-Zohar
  • Heleno Godoy

Resumo

Nos últimos anos, um intenso e crescente debate tem acontecido em vários fóruns públicos em Israel – em jornais, pela televisão, em conferências e colóquios, revistas e livros – sobre a situação da identidade coletiva israelense. Esse debate pode ter interesse apenas para um pequeno grupo de pessoas em Israel, mas também parece gradualmente despertar o interesse de camadas sociais cada vez mais amplas, podendo eventualmente influenciar o sentimento israelense, o qual, por sua vez, poderia gerar várias consequências de alguma importância na esfera das decisões públicas e individuais. Essa circunstância com certeza justifica que lhe prestemos um pouco de atenção. O que caracteriza grande parte desse debate é um tipo de discurso altamente crítico com o que se rotula como política do cadinho2 , supostamente posta em prática pelo Estado de Israel em seu começo. Esse conceito “do cadinho” e a ideia de que sua superação, ou uma melhor alternativa, é o multiculturalismo, claramente uma importação intelectual, mais do que um estado de espírito localmente desenvolvido. (...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-01

Como Citar

EVEN-ZOHAR, I.; GODOY, H. QUEM TEM MEDO DA CULTURA HEBRAICA?. Revista UFG, Goiânia, v. 13, n. 10, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48378. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

Tradução