O ESTRANGEIRO E A PROPRIEDADE DA TERRA NO MAPITOBA, A ÚLTIMA FRONTEIRA AGRÍCOLA DO CERRADO

Autores

  • Edmar Teixeira de Paula Júnior

Resumo

Os municípios de Barreiras e de Mimoso do Oeste, hoje Luis Eduardo Magalhães e São Desidério, respectivamente, puxaram, na década de 1980, o desenvolvimento para o Oeste e o Noroeste do Estado da Bahia. Esses municípios abrangem uma região de terras férteis, água abundante e relevo plano, de fácil acesso o ano inteiro. Possuem, portanto, a receita certa para a implantação da agropecuária de alta precisão. Inicialmente, o Oeste da Bahia foi ocupado pela silvicultura, com incentivos governamentais nas décadas de 1970 e 1980. Os municípios de Cocos e de Jaborandi, no Estado da Bahia, foram polos de grandes projetos de pínus e de eucalipto em pleno Cerrado. Posteriormente, grandes proprietários de terras criaram projetos de colonização; em decorrência disso, chegaram caravanas de sulistas, e ofereceu-se financiamento para as terras e crédito, com o qual se apoiou os pequenos agricultores. (Continua...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-01

Como Citar

TEIXEIRA DE PAULA JÚNIOR, E. O ESTRANGEIRO E A PROPRIEDADE DA TERRA NO MAPITOBA, A ÚLTIMA FRONTEIRA AGRÍCOLA DO CERRADO. Revista UFG, Goiânia, v. 12, n. 9, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48327. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos