Intercâmbio educacional internacional entre Brasil e Portugal: experiências na área biológica

Autores

  • Thiago Lopes Rocha

Resumo

A cooperação científica e educativa é um elemento chave no novo papel que as instituições acadêmicas passaram a desempenhar num mundo marcado por mudanças sociais e científico-tecnológicas (DIAS & SANTOS, 2007; MOREIRA et al., 2007). Assim, programas que favoreçam as parcerias e intercâmbio entre as universidades têm sido incentivados, tais como planos de mobilidade nacional e internacional. Diante desse cenário de reconfiguração geopolítica mundial, a Universidade Federal de Goiás (UFG), com o apoio financeiro do Banco Santander Banespa S.A., forneceu a seus graduandos a possibilidade de realização de intercâmbio nas universidades portuguesas no âmbito do Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidade. Esse programa tinha como objetivo possibilitar a mobilidade de estudantes universitários de Portugal e do Brasil, potencializando as relações acadêmicas entre os dois países, para a criação de um espaço ibero-americano de ensino superior (EDITAL DO PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS SANTANDER UNIVERSIDADE, 2008).

 

(Continuação...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

ROCHA, T. L. Intercâmbio educacional internacional entre Brasil e Portugal: experiências na área biológica. Revista UFG, Goiânia, v. 11, n. 7, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48258. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos