Recuperação da memória como resgate de uma carreira política

Autores

  • Cileide Alves Cunha

Resumo

Durante dois anos tive a oportunidade de compreender a elaboração e a construção da memória política de Iris Rezende Machado, que inscreveu seu nome na história goiana por meio de uma sólida e longa carreira política. Iris aceitou narrar sua vida para um projeto de pesquisa que culminou com a dissertação Aval do Passado: Iris Rezende – Memória e Política (1958–1982).2 Ele falou com entusiasmo de recorda- ções que lhe agradavam e com visível tristeza, até constrangimento, daquelas que o fizeram sofrer em 18 entrevistas entre dezembro de 2006 e fevereiro de 2008. Fez um longo e difícil exercício em busca de lembranças de fatos e de eventos relevantes que marcaram não apenas sua vida pessoal, como também a cena política goiana no período em que foi um dos protagonistas. Suas lembranças surgem de sua própria construção, são reconstituídas por seu olhar, o que as diferem das de outros atores sociais que com ele compartilharam os mesmos fatos (Continua...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

CUNHA, C. A. Recuperação da memória como resgate de uma carreira política. Revista UFG, Goiânia, v. 11, n. 6, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48239. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos