Impressores, editores e correspondentes: as origens da imprensa periódica em Minas Gerais

Autores

  • Maria Marta Araújo

Resumo

Acreditava-se, baseado em Xavier da Veiga, que a Abelha do Itaculumy teria sido a primeira folha periódica de Minas Gerais.1 Todavia, não restam dúvidas de que o seu primeiro jornal foi o Compilador Mineiro, que apareceu em Ouro Preto, a 13 de outubro de 1823, impresso na Tipografia Patrícia de Barbosa & Cia., cuja interessante história merece ser destacada. A imprensa com caracteres móveis, a tipografia, surgiu em terras mineiras graças ao inventivo Manuel José Barbosa, mecânico prático, que, a partir de esforço próprio, tanto na fabricação de letras e máquina como na habilitação de compositores e aprendizes, obteve, em abril de 1822, permissão do Príncipe Regente D. Pedro para colocar em atividade, na então Vila Rica, sua pequena oficina tipográfica que tinha, contudo, o grande mérito de ser a primeira totalmente construída no Brasil. (Continua...)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

ARAÚJO, M. M. Impressores, editores e correspondentes: as origens da imprensa periódica em Minas Gerais. Revista UFG, Goiânia, v. 10, n. 5, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48207. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Mundo Digital e a Universidade