Cantos filosóficos e a possibilidade de uma pluriversidade

Autores

  • Júlio Kamêr Ribeiro Apinajé
  • Alexandre Herbetta

DOI:

https://doi.org/10.5216/racs.v3i1.55373

Palavras-chave:

Pluriversidade, Epistemologias, Colonialidade, Universidade, Autonomia

Resumo

O presente texto busca apontar questões centrais para uma reorganização da universidade brasileira, com o intuito de que a instituição se torne efetivamente democrática e se relacione simetricamente com as diversas epistemologias presentes no país. Deste modo, comenta-se sobre a violência epistêmica presente na imposição e na reprodução de uma matriz de conhecimentos eurocentrada, o que acontece normalmente nas academias brasileiras. Por fim, propõe-se a elaboração de uma pluriversidade, composta por princípios contra-hegemônicos, ecológicos e interculturais como meio de se fortalecer a autonomia do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-11

Como Citar

APINAJÉ, J. K. R.; HERBETTA, A. Cantos filosóficos e a possibilidade de uma pluriversidade. Articulando e Construindo Saberes, Goiânia, v. 3, n. 1, 2018. DOI: 10.5216/racs.v3i1.55373. Disponível em: https://revistas.ufg.br/racs/article/view/55373. Acesso em: 4 fev. 2023.