FUNÇÃO MATERNA, EDUCAÇÃO E ATO EDUCATIVO

Autores

  • Thelma Pontes Borges

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v34i2.8505

Resumo

O presente texto tem como objetivo discutir como a função materna é condição para o surgimento de um sujeito psíquico instaurado no simbólico, considerando que, por tal função, é possível transformar um corpo biológico em humano, a partir das inscrições simbólicas dadas pelo Outro. Situamos a educação como resultado dessas inscrições simbólicas que possibilitam a transmissão de um sentimento de filiação, necessário ao advento do sujeito. Ao se considerar a função materna como fundante da educação, discutimos também como o ato educativo é por nós compreendido como estruturado justamente a partir das experiências primordiais, sem as quais nossa existência ficaria comprometida. Dessa forma, este texto pretende demonstrar como a educação é resultado da função materna e como o ato educativo é um derivado de tal função.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-21

Como Citar

BORGES, T. P. FUNÇÃO MATERNA, EDUCAÇÃO E ATO EDUCATIVO. Revista Inter-Ação, Goiânia, v. 34, n. 2, p. 453–464, 2009. DOI: 10.5216/ia.v34i2.8505. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/8505. Acesso em: 15 abr. 2024.