A APOCOLOCYNTOSIS DE SÊNECA: UMA ALUSÃO À TROCA DE FAVORES EM ROMA

Autores

  • Luciane Munhoz de Omena Doutoranda em História Social pela Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v10i2.9172

Resumo

Este artigo apresentará a reflexão política de Sêneca a partir da Diui Claudii Apocolocyntosis. Essa sátira, composta, normalmente, por historietas de tom popularesco, com fundo cômico, critica as instituições ou pessoas. Em uma atitude combativa, Sêneca revela a Nero uma intensa corruptibilidade dos homens de seu tempo, devido ao despotismo de imperadores como Calígula e Cláudio, que encaminham os súditos para a corrupção. Estar na República é, para a maioria, uma forma de extrair vantagens para si e para aqueles que lhes são próximos.

Palavras-chave: Sêneca, política, Roma, sátira, centralização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-03-23

Como Citar

OMENA, L. M. de. A APOCOLOCYNTOSIS DE SÊNECA: UMA ALUSÃO À TROCA DE FAVORES EM ROMA. História Revista, Goiânia, v. 10, n. 2, 2010. DOI: 10.5216/hr.v10i2.9172. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/9172. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos