HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA DO TRABALHADOR ESCRAVIZADO NO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Mário Maestri Professor da Universidade de Passo Fundo.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v11i2.9061

Resumo

O artigo analisa a minimização e a exclusão dos cativos nas representações historiográficas no Império e na República, apesar da sua importância no passado sulino. Discute a restauração historiográfica e seu sentido, de 1930 até hoje, do papel do africano e do afrodescendente cativo no Sul, a partir dos principais ensaios sobre o tema em português.

PALAVRAS-CHAVE: historiografia, escravidão, história do Rio Grande do Sul

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-03-13

Como Citar

MAESTRI, M. HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA DO TRABALHADOR ESCRAVIZADO NO RIO GRANDE DO SUL. História Revista, Goiânia, v. 11, n. 2, 2010. DOI: 10.5216/hr.v11i2.9061. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/9061. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê