A educação sanitária e a produção do “trabalhador produtivo” (Paraíba, anos 1920 a 1940)

Autores

  • Leonardo Querino Barboza Freire dos Santos IFPB

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v28i1.74842

Palavras-chave:

Discursos médicos, relações de trabalho, disciplinarização

Resumo

Este artigo aborda as ações de educação sanitária dirigidas aos trabalhadores na Paraíba entre as décadas de 1920 e 1940. Para tanto, analisamos textos que versavam sobre essa temática publicados pelo jornal A União. Veículo de imprensa oficial do governo da Paraíba, ele nos permitiu acessar o discurso público dos projetos biopolíticos que buscaram “pedagogizar” as práticas corporais das classes trabalhadoras em consonância com as demandas das relações capitalistas de produção. Desse modo, aproveitando-se do vínculo entre o jornal A União e os grupos que controlavam o poder político e econômico na Paraíba, buscamos problematizar os discursos e os interesses que conformaram a educação sanitária das classes trabalhadoras entre os anos 1920 e 1940. Por fim, na análise das fontes e na construção da narrativa, dialogamos metodologicamente com os conceitos de “trabalhismo” (GOMES, 1994), “cidadania regulada” (SANTOS, 1979), “poder disciplinar” (FOUCAULT, 2013) e “biopolítica” (FOUCAULT, 2005).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Querino Barboza Freire dos Santos, IFPB

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - IFPB. Possui doutorado em
História Social pela Universidade de São Paulo.

Referências

Fontes

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE... Alimentação e saúde. A União, João Pessoa, 19 de abril de 1942.

BASES EXPERIMENTAIS... Bases experimentais na preparação de cartazes educativos destinados aos trabalhadores. A União, João Pessoa, 12 de julho de 1936.

EDUCAÇÃO E PROPAGANDA... Educação e propaganda sanitária. A União, João Pessoa, 20 de setembro de 1931.

HIGIENE DO TRABALHO... Higiene do trabalho. A União, João Pessoa, 03 de setembro de 1939.

LEI Nº 54... Lei nº 54 – Reforma os Serviços Sanitários do Estado. A União, João Pessoa, 09 de janeiro de 1936.

O TRABALHO COMO FATOR... O trabalho como fator de doença, A União, João Pessoa. 09 de julho de 1940.

PROPAGANDA SANITÁRIA... Propaganda sanitária – Uma conferência do Dr. Flávio Maroja, na Fábrica Popular. A União, João Pessoa, 11 de fevereiro de 1928.

PROPAGANDA SANITÁRIA... Propaganda sanitária. A União, João Pessoa, 16 de maio de 1929.

SAÚDE E TRABALHO... Saúde e trabalho. A União, João Pessoa, 05 de julho de 1940.

SAÚDE... Saúde. A União, João Pessoa, 17 de maio de 1942.

SERVIÇO DE PROPAGANDA... Serviço de propaganda e educação sanitárias. A União, João Pessoa, 26 de fevereiro de 1926.

SERVIÇO DE PROPAGANDA... Serviço de Propaganda e Educação Sanitária. A União, João Pessoa, 22 de junho de 1926.

SERVIÇO DE PROPAGANDA... Serviço de Propaganda e Educação Sanitária – o Conselho do dia”. A União, João Pessoa, 16 de setembro de 1938.

VALOR DA PROPAGANDA... Valor da propaganda e educação sanitárias. A União, João Pessoa, 23 de fevereiro de 1926.

Bibliografia

ALMEIDA, Anna Beatriz de Sá. As parcelas (in)visíveis da saúde do trabalhador: uma contribuição à história da medicina do trabalho no Brasil (1920 – 1950). Niterói: Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, 2004.

ARAÚJO, Silvera Vieira de. A Comissão de Saneamento e Profilaxia Rural da Paraíba: os limites da institucionalização. In: Congresso Nacional de Práticas Educativas (COPRECIS), 2017, Campina Grande – PB. Anais eletrônicos... Campina Grande – PB: Editora Realize, 2017. Disponível em https://www.editorarealize.com.br/index.php/artigo/visualizar/30985. Acesso em 16 dez. 2022.

BERCITO, Sônia de Deus Rodrigues. “Corpos-máquinas: trabalhadores na produção industrial em São Paulo (décadas de 1930 e 1940)”. In: DEL PRIORE, Mary; AMANTINO, Marcia (orgs.). História do corpo no Brasil. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

BOLTANSKI, Luc. As classes sociais e o corpo. Tradução de Regina A. Machado. 2. ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1984.

CASTRO, Oscar Oliveira. Medicina na Paraíba: flagrantes da sua evolução. João Pessoa, PB: A União, 1945.

CHALHOUB, Sidney. Cidade Febril: cortiços e epidemias na Corte imperial. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

CHALHOUB, Sidney. Trabalho, lar e botequim: o cotidiano dos trabalhadores no Rio de Janeiro da belle époque. 3. ed. Campina, SP: Editora da Unicamp, 2012.

CRUZ, Heloísa de Faria; PEIXOTO, Maria do Rosário da Cunha. “Na oficina do historiador: conversas sobre história e imprensa”. Revista Projeto História. São Paulo, n. 35, dez. 2007, p. 253-270. Disponível em http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/2221. Acesso em 21 dez. 2022.

DE LUCA, Tânia Regina. Fontes impressas: História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org.). Fontes Históricas. 3. ed., 3ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2018, p. 111 – 153.

FERLA, Luís. Feios, sujos e malvados sob medida: a utopia médica do biodeterminismo, São Paulo (1920 – 1945). São Paulo: Alameda, 2009.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade – Curso no Collège de France (1975 – 1976). Tradução Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução Raquel Ramalhete. 41. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

GALLO, Óscar. Trabalho, medicina e legislação na Colômbia (1910 – 1946). Florianópolis, SC: Tese (Doutorado em História) – UFSC/CFCH, 2015.

GOMES, Ângela de Castro. A invenção do Trabalhismo. 2. ed. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1994.

GOMES, Ângela de Castro. Cidadania e direitos do trabalho. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.

MARQUES, Maria Cristina da Costa; BRASILEIRO, Danilo Fernandes; FERNANDES, Suzana César Gouveia. Informação e disciplina: a Coletânea de Educação Sanitária do estado de São Paulo, Brasil (1939 – 1952). Revista Interface – Comunicação, saúde e educação, Botucatu – SP, v. 21, n. 61, abr./jun. 2017. Disponível em https://interface.org.br/edicoes/v-21-n-61-abr-jun-2017/. Acesso em 18 dez. 2022.

MARTINS, Eduardo. A União: jornal e história da Paraíba, sua evolução gráfica e editorial. João Pessoa: A União, 1977.

OLIVEIRA, Otavio. Coisas e Loisas na História da Medicina Paraibana. Revista do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba, João Pessoa, n. 16, p. 97 – 117, 1968.

SANTOS, Leonardo Querino Barboza Freire dos. Entre a ciência e a saúde pública: a construção do médico paraibano como reformador social (1911 – 1929). Campina Grande, PB: Dissertação (Mestrado em História) – UFCG/CH, 2015.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e Justiça: a política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

SOARES JÚNIOR, Azemar dos Santos. Corpos hígidos: o limpo e o sujo na Paraíba (1912 – 1924). João Pessoa: Dissertação (Mestrado) – UFPB/CCHLA, 2011.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

QUERINO BARBOZA FREIRE DOS SANTOS, L. A educação sanitária e a produção do “trabalhador produtivo” (Paraíba, anos 1920 a 1940). História Revista, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 260–283, 2023. DOI: 10.5216/hr.v28i1.74842. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/74842. Acesso em: 27 maio. 2024.