Memórias, esquecimentos, saberes e não saberes em tempos sombrios

experiência com relato do trauma da tortura em O Condomínio de Luis Fernando Veríssimo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v27i3.71652

Palavras-chave:

1-Psicanálise; 2. Luiz Fernando Veríssimo; 3. Memórias.

Resumo

O presente trabalho é um misto de tentação e tentativa. Tentação de construção de um caso nos modelos psicanalíticos e uma tentativa de análise de um personagem. Tentativa e tentação de analisar um caso sob a interface das relações entre História, Psicanálise e Literatura.  Definiu-se como fonte de escuta ou fonte escrita a crônica de Luiz Fernando Veríssimo denominada O Condomínio. Desta forma, dividiu-se a apresentação em três partes, que contêm dois momentos. Num primeiro momento objetiva-se entender a relação dos saberes e a conceituação sobre o que vem a ser um caso para a lógica psicanalítica. Na segunda parte objetiva-se realizar a interface analítica entre Literatura, História e Psicanálise, encadeando a interpretação sobre as características das personagens com o fenômeno da tortura e da repressão, durante o período da ditadura militar no Brasil, entre 1964 a 1985. Como referência fundamental, analisa-se a lógica da despersonificação das vítimas diante do trauma

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo José Reinato, Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, eduardo.reinato63@gmail.com

Doutor em História pela Universidade de São Paulo – USP. Professor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Referências

ARENDT, Hannah The origins of totalitarianism. New York: 1951 Harcourt, Brace and Co.

BRASIL (1979). Lei 6.683, de 28 de agosto. Concede anistia e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6683.htm. Acesso em: 10 mar. 2014.

DE CERTEAU, Michel, História e Psicanálise entre ciência e ficção,Autêntica, 2011.

FREUD, Sigmund, Obras psicológicas completas de Sigmund Freud, O caso Schrever, artigos sobre técnica e outros trabalhos (191-19134) ,Rio de Janiero: Imago, 1996.

KUCINSKI, Bernardo, Os visitantes, São Paulo: Cia das Letras,2016.

________________, A nova Ordem, São Paulo: Cia das Letras,2019.

LACAN, Jacques, Escritos, Zahar, Rio de Janeiro: 1998.

______________,OutrosEscritos, Zahar, Rio de Janeiro: 2003.

LEHEN,Leila, Memórias manchadas e ruínas memoriais em A mancha e “O condomínio”, de Luis Fernando Veríssimo, In:https://www.scielo.br/pdf/elbc/n43/05.pdf, acesso 20/01/2021.

MANO, Gustavo, Eterno Condomínio, In: https://medium.com/@mano/eterno-condom%C3%ADnio-95c4465564df , Publicado em 31.03.2019.

MIGNOLO, Walter, BOSI, Alfredo; MEIHY, José Carlos Sebe Bom;. Debate sobre o texto lógica das diferenças e política das semelhanças: da literatura que parece história ou antropologia e vice-versa, de Walter Mignolo. Anais.. São Paulo: EDUSP, 2001.

SEXTON, Anne. The Poet of Ignorance, https://www.theparisreview.org/poetry/3912/the-poet-of-ignorance-anne-sexton.

VERÍSSIMO, Luis Fernando. O condomínio. In: Outras do analista de Bagé, L&PM: Porto Alegre, 1982.

Žižek, Slavoj, Acontecimento, uma viagem filosófica através de um conceito, Zahar, Rio de Janeiro:2017.

Downloads

Publicado

2023-09-26

Como Citar

REINATO, E. J. Memórias, esquecimentos, saberes e não saberes em tempos sombrios: experiência com relato do trauma da tortura em O Condomínio de Luis Fernando Veríssimo. História Revista, Goiânia, v. 27, n. 3, p. 40–60, 2023. DOI: 10.5216/hr.v27i3.71652. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/71652. Acesso em: 26 fev. 2024.