“A antiga riqueza da região"

uma análise introdutória sobre a produção de batatas na Vila de Nova Friburgo/RJ, (1850-1920)

Autores

Palavras-chave:

História Agrária; Batatas; Nova Friburgo (RJ).

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentar as reflexões iniciais sobre a produção da batata na Vila de Nova Friburgo, no século XIX e início do século XX. Para tal, por meio da microanálise e da variação de escalas, ele se fundamenta na análise bibliográfica e no exame de diversos documentos impressos. Com base nessas fontes foi possível compreender a importância econômica do tubérculo, que, além de ser consumido pela população local, era destinado a mercados regionais. Esse cenário fez com que os cultivadores do gênero – grupos luso-brasileiros – conseguissem destaque social na antiga colônia suíça. Espera-se, assim, contribuir, a partir de uma análise regional, para o entendimento da importância de um gênero agrícola que teve papel fundamental no abastecimento do mercando interno, apesar de ainda ser pouco estuado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Almeida Frazão, Instituto Federal Fluminense, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Doutor em Sociologia Rural pelo CPDA/UFRRJ. Mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense. Professor de História do Instituto Federal Fluminense, no Campus Cambuci. 

Referências

ALGRANTI, Leila Mezan e MACÊDO, Sidiana da Consolação Ferreira (Orgs). História & Alimentação: Brasil séculos XVI-XXI. Belém: Paka-Tatu, 2020.

ANTONIL, André João. Cultura e opulência do Brasil. Belo Horizonte-Rio de Janeiro: Editoria Itatiaia, 1997.

ARAÚJO. João Raimundo. A construção do mito da suíça (1910-1960). Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), 2003.

ARAÚJO, João Raimundo de; LO BIANCO, Regina; COSTA, Ricardo Rosa da Gama (Org.) Teia Serrana II: novos temas e novas abordagens. Nova Friburgo: Marca Gráfica Editora, 2019.

Atas da Câmara de Nova Friburgo. Transcrição de Carlos Jayme S. Jaccoud. Nova Friburgo: Fundação D. João VI, 2015.

BOM, Henrique. Imigrantes: a saga do primeiro movimento migratório organizado rumo ao Brasil às portas da independência. Nova Friburgo: Imagem Virtual, 2004.

BOTH, Marcio. Mudar para permanecer: o atraso da agricultura brasileira sob perspectiva

comparada (séculos XIX e XX). Revista de História Comparada (UFRJ). Rio de Janeiro, vol. 14, n. 2, p. 73-110, 2020.

BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo, séculos XV-XVIII: I. As estruturas do cotidiano. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

Carta de E. Dodsworth à Francisco Lippi, 1924. Museu Lippi. Venda Nova. Teresópolis.

CARVALHO, Antonio. Uma fazenda mineira. Monografia-estudo de uma fazenda modelo. Belém. Typ. do Diário Oficial, 1899.

CASCUDO, Luis da Câmara. História da Alimentação no Brasil. Primeiro Volume. Cardápio indígena, dieta africana e ementa portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1967.

CASTRO, Hebe Maria Mattos de. Ao Sul da História: lavradores pobres na crise do trabalho escravo. Rio de Janeiro: Editoria FGV, 2009.

CORREIO MERCANTIL, Rio de Janeiro. Edições de: 11/06/1852; 09/12/1855, 13/10/1855. Disponível no site: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=709530&pesq . Acesso: 01 de julho de 2021.

COSTA. Emília Viotti da. Da senzala à colônia. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

COSTA, Ricardo Gama da Costa e GUIMARÃES, Fernanda (Orgs). Memórias do legislativo Friburguense: 200 anos de história da Câmara Municipal. Nova Friburgo: Gráfica Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, 2020.

CUNHA, José Luiz da. Os colonos alemães de Santa Cruz e a fumicultura. Santa Cruz do Sul. Rio Grande do Sul (1849-1881). Dissertação de Mestrado em História. Universidade Federal do Paraná, 1988.

El-Kareh, Almir Chaiban e BRUIT, Héctor Hermán. Cozinhar e comer em casa e na rua: culinária e gastronomia na Corte do Império do Brasil. Estudos Históricos. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, n. 33, 2004, p. 76-96.

FARIA, Sheila de Castro. Terra e trabalho em Campos dos Goitacases (1850-1920) Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1986.

FONSECA, Padre Antonio Caetano da. Manual do Agricultor dos gêneros alimentícios. Ou methodo da cultura mixta destes gêneros nas terras cansadas. Rio de Janeiro: Eduardo e Henrique Laemmert, 1863.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & Senzala. Formação da família brasileira sobre o regime patriarcal. São Paulo: Global, 2003.

GAZETA DE NOTÍCIAS, Rio de Janeiro. Edição de 25/03/1880. Disponível no site: http://memoria.bn.br/DocReader/docmulti.aspx?bib=103730&pesq . Acesso: 01 de julho de 2021.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Caminhos e fronteiras. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

JORNAL DO COMMERCIO, Rio de Janeiro. Edições: 04/10/1850; 17/12/1852; 25/02/1854; 07/02/1855; 04/04/1857. Disponíveis no site: http://memoria.bn.br/DocReader/docmulti.aspx?bib=364568&pesq Acesso: 01 de julho de 2021.

LENHARO, Alcir. As Tropas da Moderação. O Abastecimento da Corte na Formação Política do Brasil - 1808-1842. Rio de Janeiro: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, 1992.

LEVI, Giovanni. A herança imaterial: trajetória de um exorcista no Piemonte do século XVII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000

LINHARES, Maria Yeda Leite. História do Abastecimento: uma problemática em questão (1530-1918). Brasília: BINAGRI, 1979.

LINAHRES, Maria Yeda e SILVA, Francisco Carlos Teixeira. História da Agricultura Brasileira: combates e controvérsias. São Paulo: Brasiliense, 1981

LISBOA, Edson de Castro. Duas Barras, nos Caminhos da Tapera. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 1998.

LISBOA, Edson de Castro. “Café e Escravidão em Nova Friburgo no século XIX” In. MAYER. Jorge Miguel; ARAÚJO, João Raimundo (Orgs.) Teia Serrana: formação histórica de Nova Friburgo. Rio de Janeiro: Editora ao livro Técnico, 2003, p.81-.105.

MACHADO, Marina Monteiro. “Almanak Laemmert”. In: MOTTA, Márcia e GUIMARÃES, Elione (ORG.) Propriedades e disputas. Guarapuava: Unicentro; Niterói: EDUFF, 2011, p. 159-162.

MARRETTO, Rodrigo Marins. Os Sertões do Leste da Província da Província Fluminense: Cantagalo e Nova Friburgo sob o impacto da Segunda Escravidão (1820-1872). Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, vol. 10, n. 1, jan.-jul., 2017, p.67-91.

MARRETTO, Rodrigo Marins. A escravidão velada: senhores e escravos na formação da Vila de São João Batista de Nova Friburgo (1820-1850). Rio de Janeiro: Revan, 2018.

MARRETTO, Rodrigo Marins. “Nas Rotas do Café e da Escravidão”. In. COSTA, Ricardo Gama da Costa e GUIMARÃES, Fernanda (Orgs). Memórias do legislativo Friburguense: 200 anos de história da Câmara Municipal. Nova Friburgo: Gráfica Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, 2020, p. 39-55.

MATOS, Artur Teodoro. Achegas para a História Econômica e Social da Ilha de São Miguel no ano de 1813. In. ARQUIPÉLAGO. Série Ciências Humanas. Nº. 1 .Jan. 1979., p.163-180.

MAYER. Jorge Miguel; ARAÚJO, João Raimundo (Orgs.) Teia Serrana: formação histórica de Nova Friburgo. Rio de Janeiro: Editora ao livro Técnico, 2003.

MAYER, Jorge Miguel. Raízes de Mundo Caipira: o caso de Nova Friburgo. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, 2003.

MOTTA, Márcia Maria Menendes. Pelas Bandas d’Além: fronteira fechada e arrendatários escravistas em uma região policultora. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1989.

MOTTA, Márcia Maria Menendes. “História Agrária” In MOTTA, Márcia Maria Menendes (Org.). Dicionário da Terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005, p. 239-240.

NETO, Margarida Sobral. Introdução e expansão da cultura da batata na região de Coimbra (Secs XVII-XIX). Revista Portuguesa de História. Tomo XXIX, Coimbra, 1994, p.55-83.

NICOULIN, Martin. A Gênese de Nova Friburgo. Emigração e colonização suíça no Brasil (1817-1827). Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 1995.

PECKOLT, Theodoro História das Plantas Alimentares e de Gozo do Brasil. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: Eduardo e Henrique Laemmert, 1871.

Ofício do Coronel Galiano Emilio das Neves informando sobre a agricultura, indústria pastoril, etc, 1983. Doc. Nº5000. Fundação D. João VI. Disponível no site: https://www.djoaovi.com/arquivo/promemoriadigital/fundoadmnf. Acesso em: 1 dezembro de 2020.

Ofício de Alfredo Augusto de Freitas Pereira informando sobre a agricultura, indústria pastoril, etc. Arquivo do Fundo da Administração de Nova Friburgo, 1883. Doc. Nº 4989. Fundação D. João VI. Disponível no site: https://www.djoaovi.com/arquivo/promemoriadigital/fundoadmnf. Acesso em: 1 dezembro de 2020.

O FLUMINENSE. Rio de Janeiro. Edição de 12/12/1894. Disponível no site: http://memoria.bn.br/DocReader/docmulti.aspx?bib=100439&pesq . Acesso: 01 de julho de 2021.

Portaria do Governo pedindo informação sobre o estado geral da agricultura e da indústria pastoril, 1883. Doc. Nº 4935. Fundação D. João VI. Disponível no site: https://www.djoaovi.com/arquivo/promemoriadigital/fundoadmnf. Acesso em: 1 dezembro de 2020.

REVEL, Jacques (org.). Jogos de escala: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 1998.

SANTOS, Carlos Roberto Antunes. A Alimentação e o seu lugar na História: os tempos da memória gustativa. In. História: Questões & Debates, Curitiba, Ed. da UFPR, n. 42, 2005, p. 11-31.

TAVARES, Pedro Mota e LOPES, Ana Isabel. Cultivo e Consumo de Batata em Trás-os-montes: impactos socioeconômicos nos séculos XVIII-XIX. População e Sociedade. CEPESE. Porto, vol.33, jun.2020, p. 65-78.

Downloads

Publicado

2023-08-24

Como Citar

ALMEIDA FRAZÃO, G. “A antiga riqueza da região": uma análise introdutória sobre a produção de batatas na Vila de Nova Friburgo/RJ, (1850-1920). História Revista, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 183–203, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/70549. Acesso em: 22 maio. 2024.