A CONFEDERAÇÃO DE SALINAS GRANDES E A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA INDÍGENA NA ARGENTINA (1852-1872)

Autores

  • Gabriel Passetti Doutorando em História Social na USP.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v13i2.6641

Resumo

Até as primeiras décadas do século XIX, as terras do sul da Argentina eram praticamente desconhecidas pelos criollos, apesar de cobiçadas por sua fertilidade e planícies, consideradas ideais para a pecuária, onde viviam indígenas acostumados a conviver e a resistir desde a chegada dos espanhóis. Organizados em confederações, participaram da política, das guerras e das trocas comerciais; lutaram por seus projetos, resistiram e chegaram a vencer muitos embates, na defesa de suas autonomias e territórios. Este artigo reflete sobre a Confederação de Salinas Grandes e seu cacique, Juan Calfucurá, relevantes forças políticas nativas na Argentina durante meio século.

 

PALAVRAS-CHAVE: Argentina, Confederação de Salinas Grandes, Juan Calfucurá, civilização, barbárie

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Passetti, Doutorando em História Social na USP.

Downloads

Publicado

2009-07-09

Como Citar

PASSETTI, G. A CONFEDERAÇÃO DE SALINAS GRANDES E A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA INDÍGENA NA ARGENTINA (1852-1872). História Revista, Goiânia, v. 13, n. 2, 2009. DOI: 10.5216/hr.v13i2.6641. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/6641. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê