(Re)pensando a construção da nação portuguesa no Medievo

Autores

  • Denise da Silva Menezes do Nascimento Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, menassil@yahoo.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i3.66036

Resumo

Na discussão sobre os elementos de unidade portugueses devemos destacar as relações existentes entre Estado, nação e identidade enfatizando a ideia de nação como um fenômeno de longa duração, a fim de trazer à tona a importância da Idade Média na constituição da identidade nacional portuguesa. Nessa perspectiva iremos analisar a importância dos mitos de origem para consolidar sentimentos de pertença e coesão do povo lusitano em torno de um agente de poder que se mostrava capaz de garantir a manutenção do bem comum e a justiça equitativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise da Silva Menezes do Nascimento, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, menassil@yahoo.com.br

Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e Mestre em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora adjunta na Universidade Federal de Juiz de Fora, atuando no Programa de Pós-Graduação em História da UFJF e no Mestrado Profissional do Programa de Pós Graduação em História Ibérica da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL).

Downloads

Publicado

2021-01-07

Como Citar

DO NASCIMENTO, D. da S. M. (Re)pensando a construção da nação portuguesa no Medievo. História Revista, Goiânia, v. 25, n. 3, p. 372 –, 2021. DOI: 10.5216/hr.v25i3.66036. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/66036. Acesso em: 30 jun. 2022.