Abd al Rahman III

a implantação do califado e a construção de Medinat-al-Zahra como centro de poder em al Andalus

Autores

  • Adailson José Rui Universidade Federal de Alfenas

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i1.63334

Resumo

No presente artigo, tendo como fontes obras escritas, entre outros autores, por Ibn Hayan, séc. XI, e estudos recentes que tratam da história de al-Andalus, apresentamos o processo que culminou com a auto proclamação em 929 de Abd al Rahman III como  califa. A partir desse ato, Córdoba passava a ser a sede do califado Omeya, dando continuidade a sua função de sede do poder iniciada no século VIII, com a implantação do emirado. Porém, a nova situação atribuída a ela em breve seria alterada, pois, uma cidade palatina foi construída – Medinat al Zahra - para ser a moradia do califa e abrigar o aparato governamental nomeado e conduzido por ele, reduzindo as intervenções e influências existentes em Córdoba.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adailson José Rui, Universidade Federal de Alfenas

possui graduação em história pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1991) , mestrado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996) e doutorado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) . Atualmente é Professor Adjunto de História Medieval da Universidade Federal de Alfenas. Tem experiência na área de História , com ênfase em História Antiga e Medieval. Atuando principalmente nos seguintes temas: Reconquista; História Medieval, São Tiago; Espanha; Alfonso X, o Sábio.

Downloads

Publicado

2020-09-17

Como Citar

RUI, A. J. Abd al Rahman III: a implantação do califado e a construção de Medinat-al-Zahra como centro de poder em al Andalus. História Revista, Goiânia, v. 25, n. 1, p. 54–72, 2020. DOI: 10.5216/hr.v25i1.63334. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/63334. Acesso em: 6 jul. 2022.