INTEGRAÇÃO CAPITALISTA DO BRASIL CENTRAL

Autores

  • Barsanufo Gomides Borges Professor do Departamento de História da Universidade Federal de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v13i1.5411

Resumo

A classe dominante agrária do Brasil Central, apoiada na ajuda financeira e no aporte técnico oferecido pelo Estado autoritário, empunharia a bandeira da racionalização da produção no campo, especialmente no setor da pecuária. As ações de sindicatos e associações rurais, afinadas com a política econômica do Governo Vargas, tornar-se-iam símbolo das mudanças na agropecuária regional. O Ministério da Agricultura mobilizaria recursos e conhecimento técnico para financiar e orientar o setor com vista à diversificação e especialização da produção. A Pasta transformou-se em instância administrativa das principais demandas canalizadas pelas agremiações representativas dos grandes produtores rurais.

PALAVRAS-CHAVE: Integração, mercado, racionalização da produção, agropecuária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-16

Como Citar

BORGES, B. G. INTEGRAÇÃO CAPITALISTA DO BRASIL CENTRAL. História Revista, Goiânia, v. 13, n. 1, 2009. DOI: 10.5216/hr.v13i1.5411. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/5411. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê