OS CATÓLICOS DA REVISTA IDADE NOVA

BASES SOCIAIS, REPERTÓRIOS INTELECTUAIS DE AÇÃO E ESPAÇOS DE ATUAÇÃO NO RS (1920-1940)

Autores

  • Lorena Monteiro Professora PPGI do Programa de Pós-Graduação Sociedade, tecnologias e políticas públicas do Centro Universitário Tiradentes UNIT/AL

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i2.53232

Resumo

Os estudos sobre o ressurgimento católico no Brasil centraram-se na ação dos intelectuais da Revista A Ordem. Logo, esses estudos não privilegiaram os movimentos intelectuais regionais, como o caso do Rio Grande do Sul. Com essa orientação este artigo demonstra as especificidades do grupo da Revista Idade Nova, uma espécie de A Ordem no nível regional, suas bases sociais, trajetos escolares e os espaços que tiveram influência na sociedade gaúcha. Argumenta-se que o grupo desta revista formou-se na mesma tradição escolar e religiosa o que os distingue dos intelectuais ligados ao Centro Dom Vital. Através de dados biográficos e dos artigos desta revista analisaram-se os repertórios intelectuais embasados pelas correntes neotomistas e inferiu-se que se dirigiram contra tudo o que não convergissem com o projeto católico nas esferas sociais, não apenas o positivismo e o comunismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lorena Monteiro, Professora PPGI do Programa de Pós-Graduação Sociedade, tecnologias e políticas públicas do Centro Universitário Tiradentes UNIT/AL

Doutora e Mestre em Ciência Política pela UFRGS. Professora PPGI do Programa de Pós-Graduação Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas do Centro Universitário Tiradentes UNIT/AL

Downloads

Publicado

2019-03-09

Como Citar

MONTEIRO, L. OS CATÓLICOS DA REVISTA IDADE NOVA: BASES SOCIAIS, REPERTÓRIOS INTELECTUAIS DE AÇÃO E ESPAÇOS DE ATUAÇÃO NO RS (1920-1940). História Revista, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 137–161, 2019. DOI: 10.5216/hr.v23i2.53232. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/53232. Acesso em: 2 jul. 2022.