DOCÊNCIA E CURRÍCULO DE HISTÓRIA POR COMPETÊNCIAS

APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E PROTAGONISMO ESTUDANTIL

Autores

  • Blasius Silvano Debald Centro Universitário União das Américas - UNIAMÉRICA/PR

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i2.52426

Resumo

A finalidade do estudo averiguou a organização curricular por competências do curso de História do Centro Universitário União das Américas, primeira Instituição que aplicou as Metodologias Ativas de Aprendizagem. A problemática investigativa teve como questão norteadora compreender de que forma estrutura-se o currículo por competências no curso de História. A opção metodológica orientou-se pelos estudos da narrativa autobiográfica de pesquisadores como Pineau (2006), Bertaux (2010), Demartini (2008), Nóvoa e Finger (1988) e Passeggi (2006). Os resultados indicaram que o currículo por competência centra-se em conhecimentos que terão aplicabilidade no campo profissional. A produção de aprendizagens significativas e o protagonismo estudantil contribuem para o desenvolvimento da autonomia, rompendo com a dualidade teoria-prática. As conclusões demonstraram que o estudante que aprende por competências tem maior compreensão das particularidades da profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Blasius Silvano Debald, Centro Universitário União das Américas - UNIAMÉRICA/PR

Ciências Humanas - História

Downloads

Publicado

2019-03-09

Como Citar

DEBALD, B. S. DOCÊNCIA E CURRÍCULO DE HISTÓRIA POR COMPETÊNCIAS: APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E PROTAGONISMO ESTUDANTIL. História Revista, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 21–35, 2019. DOI: 10.5216/hr.v23i2.52426. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/52426. Acesso em: 6 jul. 2022.