O conceito de Reforma Protestante na historiografia

Autores

  • João Oliveira Ramos Neto Instituto Federal Goiano

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v24i1.52235

Resumo

Este artigo é parte do resultado da nossa pesquisa de doutorado, especificamente a introdução, quando trabalhamos sobre o conceito de Reforma Protestante, bem como a pertinência e atualidade de sua pesquisa, envolvendo um debate com documentos e historiografia. Discutimos conceitos como reforma, protestantismo, cisma, luteranos, calvinistas, contrarreforma e reformados. Há, introdutoriamente, uma discussão sobre os anabatistas e os anglicanos. Apresentamos também algumas problematizações sobre os agentes e suas ações, bem como a história do conceito e sua recepção no Brasil. Concluímos questionando se a Reforma Protestante consiste em uma continuidade ou uma ruptura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Oliveira Ramos Neto, Instituto Federal Goiano

Graduado em História pela UFG, mestre em História Comparada pela UFRJ, doutor em História pela UFG. Atualmente é professor efetivo de Histórai do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal Goiano, campus Urutaí, e realiza estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Downloads

Publicado

2019-07-22

Como Citar

RAMOS NETO, J. O. O conceito de Reforma Protestante na historiografia. História Revista, Goiânia, v. 24, n. 1, 2019. DOI: 10.5216/hr.v24i1.52235. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/52235. Acesso em: 30 jun. 2022.