Santidade, militarização e institucionalização textual de São Jorge nos territórios da Coroa de Aragão

Autores

  • Luciano J. Vianna Doutor em História Medieval pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB). Pesquisador do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da CAPES. Professor colaborador voluntário do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v20i1.32431

Palavras-chave:

São Jorge, Literatura, Coroa de Aragão, Medievo

Resumo

Nossa intenção neste artigo é recuperar a presença de São Jorge na Coroa de Aragão, principalmente nos relatos literários em que o mesmo foi representado durante o medievo. Para isso, abordamos as perspectivas da memória cultural destacadas por Jan Assmann. Inicialmente contextualizamos brevemente a história do personagem, destacando os principais momentos em que foi representado e quais autores fizeram referência à sua existência, apresentando as realizações dos condes-reis da Coroa de Aragão e principalmente o longo processo em que este personagem foi acrescentado à memória coletiva deste território. Também apresentamos a oposição existente entre Santiago Matamoros e São Jorge, que serviu para consolidar a presença deste nas terras da coroa aragonesa. Por fim, analisamos sua institucionalização textual produzida nos territórios da Coroa de Aragão e os principais temas aos quais fora associado. Com isso, pretendemos esboçar a presença do santo nos âmbitos culturais da religiosidade, da guerra e como parte da história institucional da Coroa de Aragão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano J. Vianna, Doutor em História Medieval pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB). Pesquisador do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da CAPES. Professor colaborador voluntário do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Doutor em História Medieval pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB). Pesquisador do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da CAPES. Professor colaborador voluntário do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Downloads

Publicado

2015-10-24

Como Citar

VIANNA, L. J. Santidade, militarização e institucionalização textual de São Jorge nos territórios da Coroa de Aragão. História Revista, Goiânia, v. 20, n. 1, p. 142–157, 2015. DOI: 10.5216/hr.v20i1.32431. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/32431. Acesso em: 14 ago. 2022.