Práticas cuidadoras que favorecem a integralidade do cuidado ao recém-nascido de alto risco: revisão sistemática

Autores

  • Elysangela Dittz Duarte Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Roseni Rosângela de Sena Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Tatiana Silva Tavares Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v12i3.7509

Palavras-chave:

Cuidados Integrais de Saúde, Neonatologia, Recém-nascido, Unidades de terapia intensiva neonatal.

Resumo

doi: 10.5216/ree.v12i3.7509

A busca de um cuidado que contemple as dimensões biopsicossociais do recém-nascido, não limitadas às que garantem a sua sobrevida, tem sido promovida através de diferentes práticas que consideramos serem favorecedoras da integralidade. Neste estudo realizou-se uma revisão bibliográfica sistemática com o objetivo de identificar práticas cuidadoras que favorecem a integralidade do cuidado ao recém-nascido de alto risco. A busca foi realizada nas bases de dados BDENF, LILACS, MEDLINE, PAHO, WHOLIS e BVS INTEGRALIDADE, utilizando-se os indexadores Cuidados Integrais de Saúde, Neonatologia, Recém-nascido e Unidades de terapia intensiva neonatal, no período de 1988 a 2009. Foram selecionadas 17 publicações, em inglês, português e espanhol. Os resultados foram agrupados nas categorias: cuidado centrado no recém-nascido e na família, trabalho em equipe multiprofissional, participação da mãe e dos familiares no cuidado ao recém-nascido e continuidade da assistência. Concluiu-se que iniciativas são tomadas para possibilitar um cuidado integral mas que, para construção da integralidade da assistência ao neonato de risco, ainda existem dificuldades a serem superadas, principalmente em relação à ampliação do foco do cuidado e à reorganização do processo de trabalho em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Descritores: Cuidados Integrais de Saúde; Neonatologia; Recém-nascido; Unidades de terapia intensiva neonatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elysangela Dittz Duarte, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais

Enfermeira. Doutora em saúde da criança e do adolescente. Profa. Adjunto, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Belo Horizonte, MG, Brasil. E-mail: dittzduarte@ig.com.br.

Roseni Rosângela de Sena, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Emérita, Escola de Enfermagem, UFMG. Belo Horizonte, MG, Brasil. E-mail: rosenisena@uol.com.br.

Tatiana Silva Tavares, Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais

Aluna do curso de Graduação em Enfermagem, bolsista PIBIC/CNPq, UFMG. Belo Horizonte, MG, Brasil. E-mail: tatianasilvatavares@yahoo.com.br.

Downloads

Publicado

29/09/2010

Como Citar

1.
Duarte ED, Sena RR de, Tavares TS. Práticas cuidadoras que favorecem a integralidade do cuidado ao recém-nascido de alto risco: revisão sistemática. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 29º de setembro de 2010 [citado 27º de novembro de 2022];12(3):539-46. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7509

Edição

Seção

Artigo de Revisão